nsc
    dc

    Surfe

    Oi Pro Junior Series acontece neste fim de semana na Praia da Joaquina

    Quarta etapa do evento somará mil pontos nos rankings da WSL Latin America

    04/09/2019 - 18h37 - Atualizada em: 04/09/2019 - 19h13

    Compartilhe

    Por Priscila Araújo
    Lucas Vicente um dos catarinenses que irão competir
    (Foto: )

    Pelo menos 52 surfistas já confirmaram presença no campeonato Oi Pro Junior Series que acontecerá sábado (7) e domingo (8) na Praia da Joaquina, em Florianópolis. Essa será a quarta etapa do evento e somará mil pontos nos rankings da World Surf League (WSL) Latin America. A modalidade é a principal porta de entrada para os circuitos da liga.

    Ao menos três representantes de Santa Catarina estão confirmados na competição, Lucas Vicente, Leo Casal e Ian Casal. O trio é local de Florianópolis e revelação do trabalho da Associação de Surfe da Joaquina (ASJ). A expectativa de Vicente para o fim de semana é grande.

    — Vai ser bem positivo para mim competir em casa, saber a onda que eu estou surfando. Estou treinando bastante, essa semana treinei só lá. É uma chance muito boa e com certeza eu quero ganhar. Vou dar tudo de mim e me sinto muito honrado em ser o catarinense mais bem colocado no ranking. Quero muito representar bem Santa Catarina, Floripa e a Joaquina — diz.

    A catarinense Tainá Hinckel era outro nome que estava entre os competidores, mas por causa do calendário de disputas, a jovem não poderá competir.

    — Eu recebi um convite da CBS (Confederação Brasileira de Surf) para representar o Brasil no Mundial da ISA (Associação Internacional de Surfe) que vai rolar na mesma semana no Japão, então, infelizmente, não poderei competir justamente na etapa que será no meu Estado — lamentou a atleta.

    Gabriel Medina, Filipe Toledo e Italo Ferreira passaram por esta categoria que é para surfistas com até 18 anos, e é considerada uma das principais competições das divisões de base no surfe. Além dos brasileiros, o Pro Junior terá competidores da Argentina, Chile e Peru.

    Todos em busca da pontuação para as colocações regionais nas categorias feminina e masculina da WSL na América Latina. Os rankings decidem os campeões sul-americanos Sub-18 da temporada e os classificados para o Mundial Pro Junior da entidade, que está marcado para o fim de novembro na Ilha Taiwan, na China.

    A categoria é o principal acesso para os circuitos da WSL. Os campeões mundiais irão garantir participação em etapas mais importantes do WSL Qualifying Series, com condição no QS 6000 e QS 10000, que praticamente definem as 10 vagas para a elite dos top-34 que valerá o WSL Championship Tour.

    Até agora, depois de quatro das sete etapas que completam o Circuito Sul-americano Pro Junior, o grupo masculino é formado por, Daniel Templar, de Saquarema (RJ) e líder do ranking, pelo paulista Daniel Adisaka em segundo lugar, o potiguar Mateus Sena em terceiro, e o catarinense Lucas Vicente em quarto, com 290 de vantagem sobre o paulista Eduardo Motta, campeão do segundo Oi Pro Junior Series na Praia de Stella Maris, em Salvador, na Bahia.

    Brasil na liderança

    Os brasileiros são recordistas no Pro Junior. Até o ano passado, das 20 edições realizadas desde 1998, oito foram conquistadas por atletas nacionais. Como o catarinense Mateus Herdy que este ano foi o vencedor da primeira etapa do Oi Pro Junior Series na Praia da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. O atual campeão mundial da categoria confirmou o favoritismo com a vitória na final sobre o paulista Daniel Adisaka.

    Os paulistas Eduardo Motta e Fernando Junior (conhecido por John John pela semelhança com o bicampeão mundial John John Florence) também estão confirmados para competir na Praia da Joaquina. Nos últimos anos, os títulos sul-americanos vinham sendo decididos em uma ou duas provas, mas o calendário deste ano confirmou sete etapas no circuito.

    O site www.worldsurfleague.com vai transmitir ao vivo as quatro competições do Oi Pro Junior Series. A terceira etapa em Santa Catarina tem o apoio da Prefeitura Municipal de Florianópolis, da Federação Catarinense de Surfe (FECASURF) e da ASJ.

    Top-10 Sul-americano Pro Junior Masculino (quatro etapas):

    1°Daniel Templar (BRA) – 2.240 pontos

    2°Daniel Adisaka (BRA) – 2.015

    3° Mateus Sena (BRA) – 1.920

    4° Lucas Vicente (BRA) – 1.890

    5° Eduardo Motta (BRA) – 1.600

    6° Leo Casal (BRA) – 1.500

    7° Fernando Junior (BRA) – 1.355

    8° Luan Hanada (BRA) – 1.175

    9° Pedro Bianchini (BRA) – 1.160

    10° Cauã Costa (BRA) – 1.120

    Top-10 Sul-americano Pro Junior Feminino (quatro etapas):

    1° Tainá Hinckel (BRA) – 3.560

    2° Sol Aguirre (PER) – 2.265

    3° Julia Duarte (BRA) – 2.200

    4° Daniella Rosas (PER) – 1.870

    5° Isabela Saldanha (BRA) – 1.630

    6° Coco Cianciarulo (ARG) – 1.440

    7° Maju Freitas (BRA) – 1.420

    8° Lara Barrios (PER) – 1.115

    9° Alessia Moro (PER) – 880

    10° Bruna Carderelli (BRA) – 860

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Esportes

    Colunistas