O Brasil enfrenta uma epidemia de dengue e, segundo o Ministério de Saúde, não há um tratamento específico para a doença além da recomendação de hidratação adequada para cada quadro. Porém, existem diversos remédios que são proibidos para quem está com dengue e devem ser evitados em caso de suspeita para o quadro. Continue a leitura para entender os motivos dessa proibição e quais são esses medicamentos.

Continua depois da publicidade

Siga as notícias do Hora no Google Notícias

Clique e participe do canal do Hora no WhatsApp

Continua depois da publicidade

Remédios proibidos para dengue 

  • Ácido Acetil-salisílico (AAS): Primeiramente, o Ministério da Saúde não recomenda o uso do Ácido Acetilsalis, o famoso AAS. De acordo com o presidente da Associação Brasileira de Infectologia, Alberto Chebado, em entrevista à Agência Brasil, esse medicamento diminui as plaquetas no sangue, que no caso da dengue já estão em nível baixo como efeito da doença. O AAS presente em medicamentos como aspirina, doril e melhoral.
  • Antinflamatórios não-esteroidais: O Ministério da Saúde também não indica os anti-inflamatórios não-esteroidais. Dentro dessa categoria se encontram medicamentos como ibuprofeno, nimesulida e diclofenaco. Apesar de facilmente encontrado nas farmácias, o ministério aponta que eles podem aumentar sangramentos e hemorragias causadas pelo vírus.
  • Corticoides: Outros remédios que são proibidos em caso de dengue são os corticoides como a prednisona e a hidrocortisona, por exemplo. Assim como os outros dois, o Ministério da Saúde adverte que essa classe também pode favorecer as hemorragias.

Continua depois da publicidade

  • Ivermectina: Boatos se espalharam nas redes sociais de que a Ivermectina seria eficaz no tratamento da Dengue. A confusão foi tanta que o Ministério da Saúde publicou uma nota oficial reforçando que não existe nenhum protocolo de saúde e nenhuma eficácia comprovada contra do medicamento contra esse vírus.
  • Suco de limão: Por fim, na mesma nota, o Ministério também desmentiu que suco de limão diminui a carga viral da dengue. Na verdade, a Associação Brasileira de Nutrição diz que o limão deve ser evitado e não consumidos. Isto pois a fruta tem salicilatos e pode trazer o mesmo efeito do AAS.

Tratamentos eficazes para a dengue

Segundo artigo da Secretaria de Saúde do Distrito Federal,  não existe um tratamento específico para o vírus da Dengue. Por isso, a recomendação para curar a doença é a hidratação correta, calculada conforme o peso. Para aliviar os sintomas, são ministrados remédios sob acompanhamento médico.

Continua depois da publicidade

Em caso de sintomas graves, não se automedique e procure um médico imediatamente. A Secretaria do DF aponta que em casos leves a dengue se cura sozinha em cerca de 10 dias.

Leia também

Saiba quais são os sintomas da dengue, o que é a hemorrágica e o tratamento para a doença

Veja o que espanta o mosquito da dengue

Destaques do NSC Total