nsc
dc

Cinema

Oscar 2021: confira a lista de indicados à premiação

Neste ano, por conta da pandemia da Covid-19, a cerimônia será presencial e transmitida de diversas partes do mundo

15/03/2021 - 09h15 - Atualizada em: 15/03/2021 - 09h59

Compartilhe

Por Carolina Marasco
Estatueta do Oscar 2021
Estatueta do Oscar 2021
(Foto: )

A lista de indicados ao Oscar 2021 é divulgada nesta segunda-feira (15). Neste ano, por conta da pandemia da Covid-19, a cerimônia da maior premiação do cinema será presencial e transmitida de diversas partes do mundo. 

O Oscar 2021 foi reagendado para o dia 25 de abril. Marcada originalmente para 28 de fevereiro, a entrega do prêmio foi adiada por causa da pandemia. 

Neste ano, não há representantes do Brasil na disputa. Em 2020, a produção brasileira "Democracia em vertigem" foi indicada ao prêmio de Melhor Documentário e foi a representante do país no prêmio da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas. O documentário não levou a estatueta. 

> Podcast Põe na Lista: a temporada de premiações de 2021

Confira a lista indicados ao Oscar 2021:

Melhor filme

"Meu pai"

"Judas e o messias negro"

"Mank"

"Minari"

"Nomadland"

"Bela vingança"

"O som do silêncio"

"Os 7 de Chicago"

> 20 melhores filmes de todos os tempos

Melhor atriz

Viola Davis - "A voz suprema do blues"

Andra Day - "Estados Unidos Vs Billie Holiday"

Vanessa Kirby - "Pieces of a woman"

Frances McDormand - "Nomadland"

Carey Mulligan - "Bela vingança"

Melhor ator

Riz Ahmed - "O som do silêncio"

Chadwick Boseman - "A voz suprema do blues"

Anthony Hopkins - "Meu pai"

Gary Oldman - "Mank"

Steve Yeun - "Minari"

> 50 melhores filmes para assistir na Netflix

Melhor direção

Thomas Vinterberg - "Druk - Mais uma rodada"

David Fincher - "Mank"

Lee Isaac Chung - "Minari"

Chloé Zhao - "Nomadland"

Emerald Fennell - "Bela vingança"

Melhor atriz coadjuvante

Maria Bakalova - "Borat 2"

Glenn Close - "Era uma vez um sonho"

Olivia Colman - "Meu pai"

Amanda Seyfried - "Mank"

Yuh-Jung Youn - "Minari"

Melhor figurino

"Emma"

"A voz suprema do blues"

"Mank"

"Mulan"

"Pinóquio"

> 10 melhores filmes de terror para ver na Netflix

Melhor trilha sonora

"Destacamento blood"

"Mank"

"Minari"

"Relatos do mundo"

"Soul"

Melhor roteiro adaptado

"Borat 2"

"Meu pai"

"Nomadland"

"Uma noite em Miami"

"O tigre branco"

Melhor roteiro original

"Judas e o Messias negro"

"Minari"

"Bela vingança"

"O som do silêncio"

"Os 7 de Chicago"

Melhor animação

"Dois irmãos: Uma jornada fantástica"

"A caminho da lua"

"Shaun, o Carneiro: O Filme - A fazenda contra-ataca"

"Soul"

"Wolfwalkers"

> Põe na Lista: Soul e os filmes da Pixar que nos fazem chorar

Melhor curta de animação

"Burrow"

"Genius Loci"

"If anything happens I love you"

"Opera"

"Yes people"

Melhor curta-metragem em live action

"Feeling through"

"The letter room'"

"The present"

"wo distant strangers"

"White Eye"

Melhor ator coadjuvante

Sacha Baron Cohen - "Os 7 de Chicago"

Daniel Kaluuya - 'Judas e o messias negro'

Leslie Odom Jr. - 'Uma noite em Miami'

Paul Raci - 'O som do silêncio'

Lakeith Stanfield - 'Judas e o messias negro'

Melhor documentário

"Collective"

"Crip camp"

"The mole agent"

"My octopus teacher"

"Time"

Melhor documentário de curta-metragem

"Collete"

"A concerto is a conversation"

"Do not split"

"Hunger ward"

"A love song for Natasha"

Melhor filme internacional

"Another round" (Dinamarca)

"Betther days" (Hong Kong)

"Collective" (Romênia)

"The man who sold his skin" (Tunísia)

"Quo vadis, Aida?" (Bósnia e Herzegovina)

> Põe na Lista: crítico Dalenogare fala sobre o Critics Choice e as principais premiações do mundo do cinema

Melhor mixagem de som

"Greyhound: Na mira do inimigo"

"Mank"

"Relatos do mundo"

"Soul"

"O som do silêncio"

Canção original

"Fight for you" - "Judas e o messias negro"

"Hear my voice" - "Os 7 de Chicago"

"Husa'vik" - "Festival Eurovision da Canção: A saga de Sigrit e Lars"

"Io sì" - Rosa e Momo"

"Speak now" - "Uma noite em Miami"

Leia também:

> Primeiro romance de Quentin Tarantino será lançado no Brasil em 2021

> Fernanda Montenegro merecia ter vencido o Oscar, diz Glenn Close

Colunistas