nsc
dc

Coronavírus

Paciente com Covid-19 com oxigênio é levado em carroceria para hospital em Chapecó; veja vídeo

A família conta que tomou a atitude após o cabeleireiro não conseguir transporte para a unidade de saúde

24/02/2021 - 08h02 - Atualizada em: 24/02/2021 - 16h38

Compartilhe

Catarina
Por Catarina Duarte
Alta foi levado ao Hospital Regional do Oeste na carroceira do carro da irmã
Alta foi levado ao Hospital Regional do Oeste na carroceira do carro da irmã
(Foto: )

Um vídeo gravado na segunda-feira (22) em Chapecó chamou atenção. Nas imagens um homem aparece sendo transportado na carroceria de uma carro ao lado de um cilindro de oxigênio. Segundo a família, o paciente foi diagnosticado com a Covid-19 e não conseguiu transferência para um hospital com o Samu (veja vídeo abaixo)

O homem é Altair Gonçalves Pereira, 41 anos. Ele começou a sentir sintomas da Covid-19 há cerca de 15 dias. O resultado que confirmou a contaminação saiu na segunda-feira. A família então procurou o posto de saúde do bairro Goio-En. Lúcia Vieira, esposa do cabeleireiro, conta que ele passou duas horas aguardando o atendimento no local. Após a consulta, o médico do posto solicitou a transferência para o Hospital Regional do Oeste (HRO).

> Clique aqui e receba as principais notícias de Santa Catarina no WhatsApp

— Nós fomos no posto de saúde e o médico pediu a transferência dele para o hospital. Daí o médico de lá mesmo ligou para o Samu, para as ambulâncias e não vieram. Disseram que não poderiam vir buscar, que não estavam buscando pacientes — contou Lúcia.

A esposa conta que comprou um cilindro de oxigênio por conta própria no valor de R$ 750. Sem saber dirigir, Lúcia acionou a irmã do marido para ajudá-la no encaminhamento ao HRO. Os familiares tentaram colocar Altair na parte da frente do carro, mas o cilindro de oxigênio não coube no veículo. A solução encontrada foi colocar o homem na carroceria.

Altair foi internado no HRO logo após a sua chegada na unidade. Segunda Lúcia, ainda terça-feira a família conseguiu conversar com o homem por videochamada. Seu estado de saúde ainda inspira cuidados, mas ele já apresentou uma recuperação.

> Quem era o motorista encontrado por pescador submarino em carro no Litoral de SC

A estudante, Amanda Tomasi, de 23 anos, registrou as imagens e contou ao G1 SC que estava voltando da faculdade com a irmã quando viu a cena em um cruzamento a caminho de casa. Ao se deparar com a situação, Amanda disse ter ficado em estado de choque.

— Uma cena muito triste, um homem e uma mulher na caçamba de uma caminhonete, ele com cilindro de oxigênio. Na hora fiquei em estado de choque e fiz a filmagem para mostrar que realmente a cidade está um caos. As pessoas precisam se conscientizar, eu sabia que a situação era grave mas não imaginava que estava nesse ponto. Filmei pra mostrar que o vírus está aí. Ele é silencioso e mortal — disse Amanda. 

> SC terá novas restrições e reforço policial para conter avanço do coronavírus

Ela conta que após a divulgação do vídeo muita gente questionou a veracidade das imagens. Contudo, uma filha de Altair foi até os comentários e confirmou que se tratava de uma cena real.

A prefeitura não informou se há falta de ambulância ou atraso no transporte. Em nota, informou apenas que "durante as tentativas de transferência para outros serviços de atendimento de sintomáticos respiratórios" com a ambulância do Serviço de Atendimento de Urgência (Samu), o paciente e esposa decidiram ir por conta própria ao hospital.

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) afirmou que não pode passar mais detalhes sobre o estado de saúde do paciente e não deu mais detalhes sobre o ocorrido.

Chapecó vive colapso

Chapecó enfrenta um colapso no sistema de saúde. Até terça-feira, foram notificados 22.046 casos de coronavírus, com 205 pessoas que morreram pela doença. Há um mês, eram 135 mortes na cidade. Em todo estado, são 648.017 casos confirmados, incluindo 7.044 mortes.

> Corpo é encontrado boiando na Praia do Matadeiro, em Florianópolis

A prefeitura decretou restrição na circulação de pessoas nas ruas das 22h às 5h, parques e praças estão fechados e serviços não essenciais estão suspensos até 23h59 de domingo (28). Segundo o prefeito João Rodrigues (PSD), Chapecó vive "o pior momento da pandemia". Na semana passada ele já havia dito que a cidade está em estágio de "colapso" na saúde.

*Com informações do G1 SC

Leia mais:

Incêndio de grandes proporções em indústria têxtil de Brusque mobiliza bombeiros de quatro cidades

Falta de UTI faz médico de Florianópolis escolher entre pacientes para internação

Duas meninas de 8 e 10 anos morrem em acidente na BR-470

Colunistas