nsc
    dc

    Infraestrutura

    Parafusos da ponte Pedro Ivo começam a ser substituídos nesta segunda; serviço deixa faixa interditada

    Bloqueio está previsto para ocorrer até sexta-feira (26) durante a madrugada, entre 23h e 5h

    22/07/2019 - 11h07 - Atualizada em: 22/07/2019 - 13h04

    Compartilhe

    Karollayne
    Por Karollayne Rosa
    Parafusos da Ponte Pedro Ivo Campos começam a ser substituídos nesta segunda e ponte terá faixa interditada
    Placa metálica se soltou pela primeira vez da estrutura no dia 13 de fevereiro
    (Foto: )

    Os novos parafusos da placa de metal da Ponte Pedro Ivo Campos, que se soltou duas vezes neste ano, começarão a ser substituídos a partir desta segunda-feira (22). O procedimento deve durar até sexta-feira. O trabalho será realizado entre o fim da noite e a madrugada, sempre no mesmo horário, das 23h às 5h, de acordo com a Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade (SIE). Somente uma faixa da ponte ficará interditada para a realização deste serviço.

    A ponte, que faz ligação com o continente, precisou ficar interditada em duas ocasiões após a placa metálica se soltar da estrutura, nos dias 13 de fevereiro e 6 de julho.

    O bloqueio resultou em congestionamento na ponte que dá acesso à Ilha. Além da fixação, no local também será realizada a limpeza das calhas de recolhimento de água pluvial.

    A ação faz parte do cronograma de obras de reparo. Os trabalhos de manutenção e limpeza serão realizados por funcionários das empresas responsáveis pela recuperação e supervisão da obra, pela equipe técnica da SIE e contará com o apoio da Polícia Militar.

    Expectativa é pela solução do problema

    A fixação por meio dos parafusos é considerada uma solução definitiva, conforme afirmou o secretário adjunto da SIE, Major Alexandre Vieira, à rádio CBN Diário no início do mês. Como medida paliativa, a chapa de metal foi soldada após o segundo incidente.

    Parafusos da Ponte Pedro Ivo Campos começam a ser substituídos nesta segunda e ponte terá faixa interditada
    Placa metálica precisou ser soldada após o segundo incidente, no dia 6 de julho
    (Foto: )

    Entretanto, na ocasião Vieira disse que a intenção era colocar em prática uma solução definitiva, que seria a troca de parafusos, que estavam em falta desde a primeira vez em que a placa soltou.

    — Carece de nós termos acesso a determinado insumos que a gente está tentando correr atrás para resolver essa solução de forma definitiva. [A solução definitiva] depende efetivamente de a empresa conseguir os parafusos de fixação, que possam fazer a solução definitiva da placa — afirmou o secretário-adjunto.

    Acesse o NSC Total e acompanhe as últimas notícias

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas