nsc
hora_de_sc

Pandemia

Passaporte de vacinação exigido em Florianópolis usará o Conecte SUS

Sistema é abastecido por secretarias municipais com dados sobre a vacinação

04/10/2021 - 11h23 - Atualizada em: 21/10/2021 - 19h08

Compartilhe

Catarina
Por Catarina Duarte
Conecte Sus é alimentado com dados das secretarias municipais de saúde
Conecte Sus é alimentado com dados das secretarias municipais de saúde
(Foto: )

O passaporte da vacinação, em estudo pela prefeitura de Florianópolis, deve usar a tecnologia do Conecte SUS. O sistema é nacional e é alimentado com dados fornecidos pelas secretarias municipais. Já os turistas estrangeiros poderão apresentar comprovante de vacinação do país de origem.

> Receba notícias de Florianópolis e região pelo WhatsApp

A definição de todos os regramentos do passaporte da vacina será tomada após uma reunião entre a prefeitura e autoridades do setor do turismo. O encontro vai ocorrer ainda nesta semana e o decreto com detalhes sobre a medida deve ser publicado no final de outubro.

A obrigatoriedade do passaporte valerá para locais ou eventos que recebam mais de 500 pessoas. Estabelecimentos com capacidade menor poderão adotar a medida de forma opcional. A prefeitura avalia distribuir um selo de “Local Seguro” para os administradores do programa.

Para o superintendente de Turismo, Esporte e Cultura, Vinicius de Lucca Filho, a conversa com o setor será essencial para definir como operacionalizar o passaporte.

— O diálogo com as autoridades vai ser muito importante para saber qual será a melhor forma de operacionalizar. Para 500 pessoas é uma coisa, para 10 mil é outra — afirmou.

O que sabe até agora

A prefeitura divulgou que o passaporte da vacina deve ser cobrado a partir do dia 16 de novembro. Serão exigidas duas doses para adultos e uma dose para os menores de 18 anos, pois ainda não terá completado o prazo para a segunda dose de todo esse grupo.

A comprovação será feita pelo aplicativo Conecte SUS. Outros eventos ou comércios com capacidade menor do que 500 pessoas que queiram exigir a vacinação poderão ganhar um selo de Local Seguro, para expor na frente do estabelecimento e com divulgação também no site da prefeitura de Florianópolis.

Leia também 

Passaporte da vacina deveria ser exigido em todo o Brasil, recomenda Fiocruz

SC estuda dispensar uso de máscaras em ambientes abertos em outubro

SC tem três regiões em risco moderado para Covid-19; veja mapa atualizado

Colunistas