nsc
hora_de_sc

Feminicídio

Pedreiro que matou mulher a facadas é condenado a 13 anos de prisão em Florianópolis

Caso aconteceu em abril de 2020; o homem foi preso em setembro do mesmo ano

11/11/2021 - 15h34

Compartilhe

Diane
Por Diane Bikel
A decisão do Tribunal de Justiça foi confirmada nesta quinta-feira (11)
A decisão do Tribunal de Justiça foi confirmada nesta quinta-feira (11)
(Foto: )

O pedreiro que matou a ex-companheira em Florianópolis foi condenado a mais de 13 anos de prisão nesta quinta-feira (11). O crime aconteceu em abril do ano passado, conforme informou o Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC). O homem já estava preso desde setembro do mesmo ano.

> Receba notícias de Florianópolis e região pelo WhatsApp

A jovem de 23 anos, que morava no bairro Estreito, levou uma facada no pescoço dentro da própria casa. O homem teria combinado um jantar com a vítima e, na cama, em um momento de distração da moça, a matou. O crime teria sido motivado por ciúmes, segundo informações do processo. 

A vítima chegou a pedir ajuda no corredor do prédio, mas não resistiu aos ferimentos. O homem, natural de Biguaçu, fugiu do local deixando os pertences pessoais. 

> Mulher leva tiro na cabeça e sobrevive no Meio Oeste de SC; companheiro foi preso

> Medo de feminicídio leva 36 mulheres a pedirem medidas protetivas diariamente em SC

Ele teve o pedido de liberdade negado nesta quinta, mas pode recorrer à decisão da Justiça, conforme informações do TJSC. Ele foi condenado a 13 anos, sete meses e 10 dias de prisão. 

O caso corre em sigilo. 

*Sob supervisão de Lucas Paraizo.

Leia também

Mulher é encontrada morta ao lado do marido em Itajaí e caso intriga polícia

Ciúmes pode ter motivado assassinato de mulher em Santo Amaro da Imperatriz

Três casos de violência contra a mulher são registrados na Grande Florianópolis em 24h

Colunistas