nsc
hora_de_sc

Mundo Animal

Peixe-leão: predador muito perigoso pode ser encontrado no mar do Brasil

Com espinhos e veneno altamente tóxico, animal pode causar febre e inchaço ao infectar humanos

21/12/2021 - 13h35

Compartilhe

Brenda
Por Brenda Bittencourt
Peixe-leão é predador venenoso dos mares
Peixe-leão é predador venenoso dos mares
(Foto: )

O peixe-leão pode encantar e ser o mais bonito dos animais marinhos para algumas pessoas, no entanto, o predador muito perigoso ameaça a fauna dos mares. Ele já foi encontrado mais de uma vez na orla do Brasil e pode preocupar.

> Compartilhe essa notícia no WhatsApp

Veja fotos do peixe-leão

Procurado por donos de aquários, o peixe-leão tem o corpo listrado e barbatanas exuberantes. Além disso, ele pode atingir em média 25 a 30 centímetros de comprimento na fase adulta. A espécie é nativa do Indo-Pacífico, faixa do oceano que vai do Pacífico, entre a costa da América do Sul e a Austrália, até o litoral leste da África.

Até 2021, sete animais foram capturados em águas brasileiras. Dois no litoral de Arraial do Cabo, no Estado do Rio, um em Fernando de Noronha e os dois últimos em armadilhas de pescadores a 200 quilômetros de distância do litoral do Amapá, no Amazonas, área de contato da água doce do rio com a água salgada do mar.

Os peixes-leões vivem até 15 anos e podem pesar até 200g. Durante o dia preferem se abrigar em cavernas ou fendas, sendo animais de hábitos noturnos. Alimentam-se de pequenos peixes e normalmente só os comem vivos, mas em cativeiro podem ser habituados a comer camarão congelado. São ovíparos[3] e a desova acontece à noite.

Qual é o perigo do peixe-leão

Além de possuir espinhos venenosos no dorso do corpo que podem causar febre, inchaço e dor em humanos, ele representa um sério perigo aos ecossistemas marinhos onde é visto como um animal exótico.

Ele é considerado perigoso para a fauna marinha já que é capaz de comer cerca de 30 outros peixes em cerca de meia hora e não ser presa de nenhum outro animal, já que as barbatanas e espinhos assustam outros animais.

Geralmente os peixes-leão se alimentam de pequenos peixes e normalmente só os comem vivos, mas em cativeiro podem ser habituados a comer camarão congelado.

> Conheça lagarta cachorrinho muito venenosa

Como funciona o veneno do peixe-leão

O veneno dos peixes-leões é inoculado através de espinhos localizados nas regiões dorsal, pélvica e anal. Eles também possuem espinhos peitorais, porém estes não possuem glândulas de veneno. A potência do veneno varia de acordo com a espécie e tamanho do peixe-leão.

A espécie possui cerca de 12 a 13 espinhos dorsais, 2 pélvicos e 3 anais, cada um desses espinhos possui duas glândulas que produzem e armazenam veneno. Os peixes-leão também possuem espinhos peitorais, porém estes não possuem glândulas de veneno.

> Relembre sucuri gigante já vista em Santa Catarina

Quem é o predador do peixe-leão

O peixe-leão pode ter alguns predadores naturais nos mares, entre eles estão alguns tubarões e também garoupas. No entanto, fora deste ambiente, eles são apenas invasores bonitões, mas perigosos.

Conheça os animais bizarros já vistos em SC

Você também pode querer ler

Relembre cobras perigosas e assustadoras encontradas em SC em 2021; veja fotos

Entenda as diferenças entre cobra-coral-verdadeira e falsa

Crocodilo gigante já foi visto em Santa Catarina? Descubra

Colunistas