nsc
hora_de_sc

Mundo Animal

Relembre lagarta cachorrinho perigosa encontrada em SC

Cerdas do animal são capazes de causar uma reação muito parecida a de uma queimadura

12/12/2021 - 04h00 - Atualizada em: 14/12/2021 - 12h05

Compartilhe

Redação
Por Redação Hora
A lagarta cachorrinho é uma espécie que possui cerdas pelo corpo
A lagarta cachorrinho é uma espécie que possui cerdas pelo corpo
(Foto: )

Provavelmente você já viu alguma notícia pela internet falando sobre uma lagarta perigosa que foi encontrada em SC. Em muitas dessas notícias, a foto propagada era da lagarta cachorrinho, uma espécie de lagarta que possui cerdas pelo corpo, com um aspecto visual muito parecido com pêlos de cachorro.

> Compartilhe essa notícia no WhatsApp

Esse aspecto faz com que as pessoas se sintam confortáveis em tocar nesse bichinho. O que não é uma boa ideia, pois as cerdas da lagarta cachorrinho são capazes de causar uma reação muito parecida a de uma queimadura. Mas existem muitas espécies de lagarta e, no geral, as pessoas confundem as reações causadas por cada uma delas.

Relembre agora a lagarta cachorrinho encontrada em SC e que causou medo e confusão em muitas pessoas.

O que é a lagarta cachorrinho

A lagarta cachorrinho também pode ser chamada por muitos outros nomes, a depender da região em que ela é encontrada. Entre eles estão taturana cachorrinho, lagarta urticante, taturana ursinho ou taturana gatinho. Ela é da espécie Podalia orsilochus, da família Megalopygidae. Essa lagarta é fácil de identificar pela sua aparência.

Seu nome foi escolhido por conta das cerdas que envolvem o seu corpo, que parece muito com pêlo de cachorro. Geralmente a sua coloração é puxada para a cor marrom. Esses insetos são considerados holometábolos, o que significa que seu período de desenvolvimento é dividido em fases, onde ocorre uma metamorfose completa.

A metamorfose é dividida em quatro fases: ovo, larva, pupa (ou crisálida) e adulto (ou imago). Elas têm hábitos solitários e os acidentes geralmente ocorrem por um único animal. A fase de larva é a maior das fases e dura em média 80 dias. Essa fase também é o momento onde ocorrem o maior número e os mais graves acidentes causados por seus espinhos ou cerdas.

A lagarta cachorrinho também pode ser chamada por taturana cachorrinho, lagarta urticante, taturana ursinho ou taturana gatinho.
A lagarta cachorrinho também pode ser chamada por taturana cachorrinho, lagarta urticante, taturana ursinho ou taturana gatinho.
(Foto: )

> Entenda as diferenças entre cobra-coral-verdadeira e falsa

A lagarta cachorrinho queima?

Muitas pessoas acreditam que o contato com a lagarta cachorrinho queima, mas isso só é parcialmente verdade. Quando a pele humana entra em contato com as suas cerdas, a pessoa sente uma dor intensa no local, e que pode se espalhar para outras regiões do corpo. Em alguns casos ocorre dor de cabeça, náusea e irritação nos olhos.

Isso acontece porque as cerdas da lagarta cachorrinho possuem propriedades urticantes, devido a uma toxina que é usada como defesa contra predadores. Dessa forma, a queimadura da lagarta cachorrinho não é bem uma queimadura, por isso, é preciso ficar atento a forma de tratamento, que é diferente de casos de queimaduras usuais.

O tratamento para quem teve contato com uma lagarta cachorrinho precisa ser feito por um médico. Mesmo em casos de sintomas leves, pode haver complicações. O indicado é lavar o local em água corrente ou água gelada e sabão. Em seguida, a vítima precisa ser levada até um serviço de saúde para que os seus sintomas sejam monitorados e tratados.

Quando ocorre uma situação de queimadura, é comum que a vítima fique nervosa e acabe fazendo algo indevido. É importante saber que qualquer outra prática além da indicada, pode piorar a lesão ou dificultar o tratamento médico. Exemplos do que não fazer são: coçar, sugar, raspar, fazer torniquete ou aplicar pomadas ou qualquer substância no local.

Quando for ao médico, se possível, levar um exemplar do animal que causou o acidente. Você pode utilizar uma luva grossa ou pinça para coletar a lagarta e colocar em um recipiente de vidro. Assim, o profissional vai poder identificar a espécie e partir imediatamente para o tratamento adequado.

Quando não for possível capturar o animal, uma foto pode ajudar na identificação. Se possível, tirar mais de uma foto, de ângulos diferentes. Mas em todos os casos, busque ajuda médica, a procura imediata do profissional é uma recomendação do Ministério da Saúde.

> Cobra urutu-cruzeiro gera medo pelo poder do veneno; o que fazer se for picado

A lagarta cachorrinho é venenosa?

A lagarta cachorrinho pode ser considerada venenosa. Ela possui espinhos que ficam ocultos no meio dos pêlos e se rompem, alojando-se na pele e liberando toxinas no sistema da vítima. A dor latejante pode ocorrer imediatamente ou até em 5 minutos. Podem surgir pontos eritematosos na região afetada, ou seja, pontos com cor de sangue.

A dor desaparece em uma hora e os pontos somem em um dia. Mas, em casos de doses maiores de toxina, os sintomas podem durar 5 dias. Sintomas mais graves, como casos de hemorragias, costumam estar relacionados a espécie Lonomia obliqua, que também é conhecida como lagarta-de-fogo.]​> Diferença entre cobra e serpente; saiba como identificar os animais

O tamanho da lagarta cachorrinho

A lagarta cachorrinho pode ser considerada venenosa, pois seus espinhos liberam toxinas na pele.
A lagarta cachorrinho pode ser considerada venenosa, pois seus espinhos liberam toxinas na pele.
(Foto: )

A lagarta cachorrinho é capaz de causar uma dor muito grande através da sua queimadura, o que parece ser característica de um bicho maior e mais assustador. Porém, apesar do dano que ela causa, a lagarta cachorrinho é bem pequena, medindo entre 1 e 8 centímetros de comprimento, apenas.

Ela pode matar?

Quando falamos em lagartas urticantes, estamos nos referindo às lagartas que possuem cerdas, que ao tocarem a pele humana, podem causar sensação dolorosa semelhante a queimaduras. Porém, dentro dessa característica, podemos encontrar algumas famílias de lagartas como a Saturniidae e a Megalopygidae.

A lagarta cachorrinho, é a espécie Podalia orsilochus, da família Megalopygidae. A Lonomia obliqua, da família Saturniidae, é chamada de lagarta-de-fogo. Muitas vezes essas duas espécies são confundidas, porém, os sintomas mais graves, como hemorragia, ocorrem após o contato com a Lonomia obliqua.

A lagarta-de-fogo, pode sim, ocasionar maiores complicações e, em casos raros, levar a vítima a óbito. O mesmo não ocorre no caso da lagarta cachorrinho.

> Cobra mais venenosa do Brasil foi capturada quatro vezes em 12 dias no Vale do Itajaí

O que fazer quando encontrar uma lagarta cachorrinho

A lagarta cachorrinho, como o próprio nome indica, tem a aparência fofinha de um cachorrinho. Por isso, quem não tem conhecimento sobre ela, incluindo crianças, podem chegar a tocá-las. Apesar de não haver relatos de morte, a “queimadura” causada por esse bichinho pode causar bastante desconforto.

Sendo assim, ao encontrar um exemplar da espécie, o ideal é não se aproximar. E caso ela seja encontrada dentro de casa ou distante da natureza, o ideal é devolvê-la para o ambiente dela, longe do contato humano. Para isso, é preciso utilizar algum aparato que proteja ao toque, como uma luva grossa ou pinça. Tendo cuidado para não machucá-la.

A fase adulta

O ciclo de vida de uma taturana dura aproximadamente 120 dias. A primeira fase, de ovo, leva em torno de 10 dias. Em seguida, ela passa pela fase de larva, que é a que mais conhecemos, e também a que leva mais tempo, 80 dias. Depois disso, a lagarta cachorrinho entra na fase de pupa ou crisálida, e dura em média 23 dias.

Só então, esse bichinho entra na fase adulta, que é a última fase da vida, e dura 8 dias apenas. Nessa fase, ela se torna uma mariposa. Ainda na fase adulta, esse animal continua oferecendo perigo, pois, continua possuindo cerdas que contém toxinas. Nesse momento, as cerdas encontram-se na barriga da mariposa.

Por isso, não é recomendado o contato com as mariposas, por mais que nem todas apresentem risco.

> Mais de 250 cobras já foram capturadas em Jaraguá do Sul em 2021

Lagarta cachorrinho em SC

De acordo com a UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina), os casos de acidentes com lagartas em SC começaram em 1989. Durante alguns momentos podem ocorrer infestações desses bichinhos, e elas costumam ocorrer em épocas quentes e em locais úmidos, como pomares caseiros, beiras de rios e árvores próximas a lagos.

Só que essas informações são referentes a várias espécies de lagartas, e nem todas são nocivas. A maior preocupação é referente a espécie Lonomia obliqua, onde existem casos de contatos que resultaram em morte, apesar de poucos. Mas, no caso da lagarta cachorrinho, apesar da dor e desconforto ocasionados, não há relatos de morte.

Já aconteceu a suspensão de eventos em SC devido a infestações de lagartas, mas não se tratava da lagarta cachorrinho. Pela falta de conhecimento, as pessoas se confundem em relação às espécies. Por isso, ao encontrarem uma lagarta cachorrinho, acabam ficando apavoradas, acreditando que os riscos são sempre grandes, mas não é o caso.

Acontece que existe um motivo específico para esse medo extremo. Algumas vezes já foram veiculadas notícias pela internet relatando mortes causadas por lagartas. E algumas vezes, as fotos propagadas com essas notícias era de uma lagarta cachorrinho. Porém, se tratavam apenas de notícias falsas, mais uma fake news propagada pela internet.

Mesmo no caso de haver contato com a espécie Lonomia obliqua, ao procurar imediatamente um profissional, existe um soro a ser aplicado, evitando assim, que existam mortes. E no caso das lagartas cachorrinho, mesmo sentindo uma dor intensa e uma sensação de queimadura, não precisa haver medo em relação ao risco de morte.

O site boatos.org já publicou, inclusive, uma matéria desmentindo uma dessas notícias. O artigo rebatido falava que uma lagarta venenosa que matava em questão de horas, caso o soro não fosse utilizado.

Além disso, uma outra matéria, publicada pelo Estadão, já havia desmentido boatos a respeito dessa confusão entre as espécies de lagartas. Essas notícias mostravam fotos de lagartas da família Megalopygidae, a mesma família da lagarta cachorrinho, mas as informações não são compatíveis com essas espécies.

Conheça os animais bizarros já vistos em SC

Leia também

​Cobra píton amarela é venenosa? Descubra tudo sobre a espécie

Cobra de jardim é venenosa? Conheça a espécie

Quais as cobras venenosas mais encontradas em Blumenau

Cobras venenosas em Santa Catarina; saiba mais e quais os cuidados

Colunistas