O Instituto de Pesquisas Hidráulicas (IPH) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) divulgou no boletim diário desta quinta-feira (16) uma projeção de que o lago Guaíba deve permanecer acima da cota de inundação, isto é, acima dos 3 metros, ao menos até o fim de maio. Essa estimativa considera um cenário otimista, sem interferência negativa do vento e sem novos volumes expressivos de chuva.

Continua depois da publicidade

Entre na comunidade exclusiva de colunistas do NSC Total

Segundo o IPH, a principal preocupação do momento é prever como será a descida da água e duração em níveis elevados, em função de possíveis chuvas e efeito do vento.

O boletim analisa outros dois cenários, contando com a previsão de chuva e vento para os próximos dias. Com estas variáveis ponderadas, o Instituto estima que o Guaíba siga acima de 3 metros por um período mais longo, que inclui o início de junho.

Na medição das 12h15min desta quinta (16), o Guaíba estava em 4m91cm. O nível apresenta tendência de queda desde a quarta (15). O documento desta quinta (16) também projeta que o Guaíba seguirá acima de 4 metros até o início da próxima semana.

Continua depois da publicidade

Segundo o Instituto, o pico do Guaíba registrado até o momento ocorreu no dia 5 de maio, quando marcou em torno de 5,3 metros. Veja o boletim na íntegra aqui.

Veja o gráfico

projeção Guaíba
Projeção do Guaíba (Foto: Instituto de Pesquisas Hidráulicas)

Chuvas no Rio Grande do Sul

Subiu para 151 o número de pessoas que morreram em função das enchentes que assolam o Rio Grande do Sul há duas semanas, conforme o boletim da Defesa Civil divulgado nesta quinta-feira (16), às 12h. Há ainda 104 pessoas desaparecidas e 806 feridos.

No total, mais de 2,2 milhões de pessoas foram afetadas pelas chuvas. Dessas, 538.167 mil estão desalojadas e 77.199 mil foram levadas a abrigos. Dos 497 municípios gaúchos, 460 relataram problemas relacionados ao temporal.

*Sob supervisão de Andréa da Luz

Leia também

FOTOS: Cão resgatado no RS reencontra dono após vídeo “abraçando” veterinária viralizar

Os famosos criticados por postagens sobre tragédia no RS

Destaques do NSC Total