nsc
dc

Economia

Petroleiros prometem “maior greve da história” se privatização avançar

Fala é uma dura reação do setor às recentes declarações do presidente Jair Bolsonaro e de sua equipe econômica

13/05/2022 - 19h17 - Atualizada em: 13/05/2022 - 19h37

Compartilhe

Metrópoles
Por Metrópoles
Governo Federal sinalizou intenção de desenvolver estudos sobre a desestatização da empresa
Governo Federal sinalizou intenção de desenvolver estudos sobre a desestatização da empresa
(Foto: )

O coordenador-geral da Federação Única dos Petroleiros (FUP), Deyvid Bacelar, afirmou que, caso o presidente Jair Bolsonaro (PL) “ouse pautar a privatização da Petrobras”, a categoria entrará imediatamente em greve. O petroleiro frisou ainda que esta seria “a maior greve da história da categoria”.

Receba notícias do DC via Telegram

— Em vez de buscar um bode expiatório para enganar a população, fingindo preocupação, Bolsonaro deveria assumir o papel de mandatário e acabar com essa política de preços covarde, que vem levando o povo cada vez mais à miséria. Bolsonaro: você vai ver a maior greve da história da categoria petroleira caso ouse pautar a privatização da Petrobras”, defendeu o representante da categoria.

A fala é uma dura reação do setor às recentes declarações do presidente e de sua equipe econômica, que sinalizaram, nos últimos dias, a intenção de desenvolver estudos sobre a desestatização da empresa. Interlocutores apontam que a ida de Adolfo Sachsida para o Ministério de Minas e Energia seria uma estratégia para dar celeridade aos levantamentos.

Leia mais em Metrópoles, parceiro do NSC Total.

Leia também

Guedes ouve crítica sobre privatização da Petrobras, se irrita e vai embora

Petrobras aumenta preço do diesel nas refinarias em 8,87%

O que Bolsonaro pode fazer para frear alta dos combustíveis e dos alimentos

Colunistas