nsc
    dc

    Coronavírus

    PM de SC intensifica ações de inteligência contra festas na quarentena

    Polícia monitora redes sociais e busca 'desconstruir' planejamento de eventos no fim de semana

    22/05/2020 - 08h05 - Atualizada em: 22/05/2020 - 09h08

    Compartilhe

    Por Guilherme Simon
    Festa em Tubarão
    Em Tubarão, PM flagrou festa em sítio com mais de 500 pessoas no último sábado (16)
    (Foto: )

    A Polícia Militar intensificou ações de inteligência para tentar se antecipar a festas e aglomerações durante a quarentena contra o coronavírus em Santa Catarina. No último fim semana, a quantidade de eventos surpreendeu a polícia. Num deles, em Tubarão, no Sul catarinense, mais de 500 pessoas se reuniram em um sítio. A realização de festas contraria as medidas de isolamento social adotadas pelo Governo de Santa Catarina contra a Covid-19.

    Para este fim de semana, a polícia começou os trabalhos já na quinta-feira (21), contou o comandante da Polícia Militar, Dionei Tonet, em entrevista ao Bom Dia Santa Catarina, da NSC TV, na manhã desta sexta (22). Segundo ele, uma das ações monitora redes sociais para tentar se antecipar às festas. A ideia, conforme o comandante, é “desconstruir o planejamento” dos eventos visando um “fim de semana mais tranquilo”.

    — A partir dessa semana nós já colocamos, desde o dia de ontem (quinta-feira), os serviços de inteligência monitorando as mídias sociais, monitorando os grupos que acabam gerando esse tipo de conversa sobre combinados que pretendem fazer. Já iniciamos notificações de proprietários de imóveis que pretendem fazer eventos — comentou.

    Outra preocupação da polícia neste fim de semana é a chegada de turistas vindos da cidade de São Paulo, que está em feriadão antecipado para tentar elevar o isolamento social. Em cidades como Florianópolis e Balneário Camboriú, as medidas de controle voltadas aos turistas foram intensificadas com decretos municipais.

    Conforme o comandante Dionei Tonet, a PM está fiscalizando a entrada de cidades turísticas com barreiras sanitárias, onde os turistas são abordados, têm a temperatura corporal checada e são orientados a evitarem sair. Os trabalhos também foram intensificados na Serra catarinense.

    Santa Catarina soma 5.610 casos de Covid-19 e 98 mortes pela doença, segundo a última atualização da Secretaria de Estado de Saúde (SES), feita na noite desta quinta (21).

    Efetivo reduzido e policiais infectados

    Ainda na entrevista ao Bom Dia Santa Catarina, o comandante da PM-SC, Dionei Tonet, também falou sobre as dificuldades da corporação, que há anos enfrenta problemas por conta do baixo efetivo.

    — A conta não fecha, nós temos mais policiais indo para a reserva do que ingressando. Mas temos mantido um padrão de segurança, de atividade, com a potencialização de equipamentos, principalmente sistemas de inteligência, que auxiliam na fiscalização — disse.

    Ele também citou que, durante a pandemia, tem precisado diminuir ainda mais o efetivo de policiais para tentar prevenir a infecção pela Covid-19. No momento, a PM de SC tem oito policiais contaminados pelo vírus. Conforme Dionei Tonet, nenhum deles evoluiu para a forma grave da doença. Os policiais estão isolados e, quando completarem 14 dias de afastamento, serão testados novamente e reintegrados ao trabalho caso estejam curados.

    — Além de todo o trabalho que temos feito para garantir a segurança da nossa comunidade e para auxiliar nas medidas sanitárias, ainda temos que ter essa preocupação com o nosso efetivo, porque estamos na linha de frente e precisamos manter a segurança e integridade dos nossos policiais — comentou.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Polícia

    Colunistas