nsc
santa

publicidade

CASOS BERNARDETE E MARISE

Polícia prende dois homens suspeitos de cometerem feminicídios em Blumenau

Um deles se entregou no Fórum, enquanto o segundo foi localizado no interior do Rio Grande do Sul

21/10/2019 - 20h30 - Atualizada em: 22/10/2019 - 08h06

Compartilhe

Redação
Por Redação Santa
 Bernadete e Marise foram mortas na semana passada.
Bernadete e Marise foram mortas na semana passada.
(Foto: )

Dois homens foram presos no início da tarde desta segunda-feira (21) em Blumenau e em Santa Maria (RS). Eles são os principais suspeitos de terem matado Bernadete Libardo, 69 anos, e Marise Mette dos Santos, 45, na última semana. Ambas foram encontradas mortas na casa em que moravam nos bairros Nova Esperança e Tribess, respectivamente.

Em entrevista coletiva, o delegado David Sarraff, da Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e ao Idoso (Dpcami), disse que o trabalho dos investigadores foi dificultado pelo fato de os suspeitos terem conseguido fugir após os crimes. Mesmo assim, o serviço integrado das polícias Civil e Militar de Santa Catarina, do Rio Grande do Sul e do Paraná possibilitou que ambos fossem localizados.

José Natalício Rufino, suspeito de matar Bernadete, era ex-companheiro da vítima. Segundo Sarraff, ele deixou Blumenau e foi para uma cidade no interior do Paraná na última semana.

Já Carlos Erasmo Luiz dos Santos foi encontrado quando tentava embarcar em um ônibus na rodoviária de Santa Maria, na região central do Rio Grande do Sul.

– As peculiaridades dos dois delitos é que eles só foram comunicados à polícia tempos depois da execução. No caso da Bernadete, ela morava sozinha e o corpo só foi encontrado por familiares à noite. Como o crime ocorreu por volta das 13h, houve um lapso temporal suficiente para o suspeito deixar a cidade. Em relação ao caso da Marise, na sexta-feira (18), o corpo já estava em estado de decomposição, então provavelmente o crime foi cometido no início da semana – explica o delegado David Sarraff.

A Polícia Civil tem a partir de agora 10 dias para encerrar o inquérito. Carlos Erasmo será ouvido no presídio de Santa Maria, enquanto José Natalício será interrogado em Blumenau. Outra situação comum entre ambos os casos é o fato de eles serem tratados como feminicídios.

– O homicídio da Marise tem todo um histórico de violência doméstica, e não descartamos o outro também. Os dois casos, infelizmente, são clássicos de violência contra a mulher. Em um deles o suspeito chegou a ser preso e mesmo assim voltou ao relacionamento. Isso não é uma chance à relação, e sim ao desfecho que ocorreu – avalia o delegado da Dpcami de Blumenau.

Números importantes

Polícia Militar

- Telefone 190: quando presenciar ou vivenciar algum episódio de violência contra a mulher.

Rede Catarina

- Telefone 3221-7332 e e-mail 10bpmredecatarina@pm.sc.gov.br: para receber acompanhamento da polícia ou buscar orientação sobre as ferramentas de proteção à mulher.

Central de Atendimento para Mulher em Situação de Violência

- Telefone 180: para buscar orientação sobre direitos e serviços públicos à população feminina, bem como para denúncias ou relatos de violência.

Delegacia de Polícia de Proteção a Mulher, Criança e Adolescente

- Telefone 3329-8829: para registrar ocorrência de violência contra a mulher, bem como requerer medidas protetivas e iniciar processos contra agressores.

Ainda não é assinante? Assine e tenha acesso ilimitado ao NSC Total, leia as edições digitais dos jornais e aproveite os descontos do Clube NSC.

Deixe seu comentário:

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade