nsc
hora_de_sc

SOCORRIDO COM SUCESSO

Porco cai de caminhão e "resgate" para o trânsito na BR-101, em São José

Animal se arrastava pelo acostamento da rodovia, quando foi salvo por uma bióloga e ativista das causas animais

24/05/2021 - 15h35 - Atualizada em: 24/05/2021 - 21h20

Compartilhe

Clarissa
Por Clarissa Battistella
Maria Eduarda
Por Maria Eduarda Dalponte
Porco teve fratura em umas das pertas e está internado em clínica veterinária
Porco teve fratura em umas das pertas e está internado em clínica veterinária
(Foto: )

Um porco filhote caiu de um caminhão que transitava pela BR-101, em São José, na Grande Florianópolis, durante a tarde de domingo (23). Pessoas que presenciaram a queda conseguiram parar o trânsito da rodovia mais movimentada de SC e realizar o resgate do animal, que teve uma das patas quebradas com o tombo. 

> Saiba como receber notícias do NSC Total no WhatsApp

Segundo relato divulgado nas redes sociais da bióloga Rosa Protetora, que prestou socorro ao porquinho, o animal foi visto no acostamento da rodovia, o que a fez parar o carro em um local seguro, cerca de 200 metros para frente de onde o suíno estava, e retornar a pé até o local, para avaliar a situação:

- Não sabia qual era a espécie do animal e nem se estava vivo, mas no meio da ligação (para a concessionária que administra a BR-101), vi que o animal estava vivo e era um porquinho. De patinha quebrada, se arrastava na rodovia.

A informação foi repassada à concessionária, enquanto que a bióloga tentava parar o trânsito para chegar até o animal em segurança. Aos poucos, os motoristas começaram a parar e a sinalizar para os demais veículos que vinham atrás. 

- Quando essas pessoas entenderam o que estava acontecendo e viram o porquinho se arrastando, me ajudaram e conseguimos parar a BR-101. Imediatamente corri e peguei o porquinho.

> Em caso raro, 'porco mutante' nasce em SC com apenas um olho gigante e sem nariz

Confira o relato do resgate na íntegra:

No tempo que durou o resgate, duas viaturas da concessionária chegaram até o local. No relato feito em suas redes sociais, a mulher conta que foi criticada pelos funcionários da empresa por sua ação. Conforme descreve, os trabalhadores comentaram que há um convênio entre a administradora da pista e veterinários e disseram que levariam o filhote até os profissionais. 

Conhecida por seu ativismo em causas animais, a mulher acompanhou as viaturas até Biguaçu, no posto da concessionária, onde aguardaria pelos veterinários. 

- Lá chegando esperei um tempão, até que a funcionária me disse: "meu gestor disse que se a senhora resgatou o animal, a senhora é a responsável por ele e não a empresa". Aí corremos atrás de uma clínica em pleno domingo à tarde - concluiu o relato, com uma crítica à empresa.

Baby Pig Júnior

O suíno filhote recebeu o nome de Baby Pig Júnior e está internado em uma clínica veterinária onde teve a pata imobilizada pelas fraturas. Na tarde desta segunda-feira (24) faria raio-x, entre outros exames. A informação divulgada no último boletim do animal é de que ele deve passar por cirurgia para se recuperar. 

O que diz a concessionária

Procurada pela reportagem, a concessionária que administra a BR-101 disse que sempre realiza o resgate de animais em situação de risco em suas rodovias e orienta aos usuários que não retirem os animais por conta para evitar possíveis acidentes na rodovia. A administradora pede a população que acionem a empresa através do número gratuito 0800-725-1771. 

Sobre o caso do porco, em específico, a Arteris Litoral Sul também se manifestou por meio de nota. Confira abaixo: 

"No caso do porco recolhido pela usuária no km 200 da BR 101, especificamente, a chamada de acionamento via 0800 da concessionária não foi clara – a ponto de nossa central enviar uma ambulância ao local, visto que a situação reportada demonstrava se tratar de uma pessoa precisando de socorro.

Somente na chegada da ambulância ao local – foi possível identificar que se tratava de uma ocorrência de animal na pista. No entanto, o animal foi removido da rodovia antes do acionamento do veículo com caixa adequada para apreensão de animais.

A concessionária apura o que houve na sequência, quando o animal foi levado pela usuária à base operacional. Independente disso, colocará à disposição um veterinário para realizar o atendimento do porco.

A Arteris Litoral Sul reforça que preza pela segurança em suas rodovias e tem como um de seus principais valores a valorização da vida. Por isso, atua 24h para prestar o melhor atendimento ao longo dos 356 km de rodovias administradas".

Leia também

Clientes publicam vídeos em casas noturnas de Florianópolis e locais são interditados por aglomeração

Homem flagrado com fuzil AR-15 em Florianópolis é preso pela quarta vez

Colunistas