nsc

Por enquanto nada

Prefeitura não prevê grandes obras para Arena Joinville, diz secretário

A curto prazo, governo municipal não prevê grandes intervenções. Intenção principal é realizar Parceria Público-Privada

19/10/2021 - 12h37

Compartilhe

Jota
Por Jota Deschamps
Arena Joinville ainda não tem previsão de liberar setor das cadeiras cobertas.
Arena Joinville ainda não tem previsão de liberar setor das cadeiras cobertas.
(Foto: )

A Prefeitura de Joinville ainda não sabe o que fazer para recuperar o setor das cadeiras cobertas da Arena. O setor foi interditado em 25 de agosto deste ano após uma análise apontar problemas na estrutura metálica que sustenta a cobertura. Desde a interdição, vários órgãos municipais seguem analisando as possibilidades para definir quais intervenções serão realizadas, mas até o momento nenhuma decisão foi tomada. Em entrevista à CBN Joinville nesta terça-feira (19), o secretário de esportes do município, André Mattos, disse que ainda não é possível estimar datas de início dos reparos ou ainda liberação do setor coberto.

> Receba notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

— Estamos avançando com os estudos. Em paralelo alguns estudos estruturais pra buscar essa desinterdição do espaço e outros de reparação real da cobertura. Isso leva um tempo ainda [...]. Eu não posso dar uma data, a gente depende de alguns processos internos na Prefeitura — comentou o secretário.

O problema na cobertura não é novo. Segundo a prefeitura, desde 2019 a antiga gestão já havia recebido laudos recomendando a interdição do setor. Agora, segundo Mattos, a atual gestão trabalha para uma solução definitiva. Por enquanto, as cadeiras cobertas da Arena seguem sem receber público. Cabines de imprensa e camarotes continuam liberadas normalmente. Questionado se a Sesporte pretende realizar outras obras pontuais no estádio municipal, para evitar que outros setores cheguem a este estágio de obras emergenciais, o secretário destacou que o foco está em estudar os detalhes de como viabilizar uma parceria público-privada (PPP), para que a iniciativa privada assuma o controle do estádio. 

— A curto prazo não tem [previsão de] obras significativas na Arena, o plano é uma parceria público-privada como meta e a gente está focando nesses estudos para tomar esse encaminhamento — destacou.

Apesar de querer entregar a Arena para a iniciativa privada, o governo Adriano Silva (Novo) pode enfrentar dificuldades, já que atualmente - por contrato - o JEC tem a gestão da maior parte dos espaços do complexo do estádio. Em vigência até 2029, o documento dá ao clube a prioridade na realização de eventos e também a comercialização de espaços comerciais e 15 camarotes, o que poderia diminuir o interesse do mercado. O secretário de esportes do município apontou que as análises continuam e a prefeitura segue analisando a viabilidade da PPP para o estádio. Vale destacar que em setembro, o executivo municipal enviou à Câmara de Vereadores de Joinville um projeto de lei com o regramento para as PPPs, que é o primeiro passo para estabelecer esse tipo de acordo no município. 

André Mattos também falou sobre a possibilidade de Joinville sediar a etapa regional dos Jogos Abertos de Santa Catarina (Jasc). Segundo ele, desde junho já havia sido feita a oficialização do município junto a Fesporte para receber os jogos, mas apenas nos últimos dias é que o ofício chegou a fundação estadual. Esta etapa dos jogos deve ser realizada em Joinville entre os dias 11 a 15 de novembro. Entre os locais colocados à disposição para as competições, estão a Arena Joinville (futebol feminino), ginásios da Univille e Grêmio Whirlpool, além de uma possibilidade do Centreventos Cau Hansen. Segundo o secretário, ainda falta a confirmação por parte da Fesporte.

— A gente precisa da Fesporte se posicionar. A gente já teve algumas mudanças durante o percurso, que culminaram até na nossa não participação em alguns eventos e a gente tá aguardando um posicionamento deles — disse.

Abaixo, confira a íntegra da entrevista do secretário de esportes André Mattos à CBN Joinville.

Colunistas