nsc
    santa

    Pandemia

    Prefeitura volta atrás e proíbe "patotas" e futebol amador em Blumenau

    Entenda a polêmica sobre os "soccers", que foram liberados pela prefeitura, porém estão vetados pelo Estado

    24/08/2020 - 16h59 - Atualizada em: 24/08/2020 - 17h28

    Compartilhe

    Bianca
    Por Bianca Bertoli
    Jogos estão proibidos desde o começo da pandemia da Covid-19 em SC, em março
    Jogos estão proibidos desde o começo da pandemia da Covid-19 em SC, em março
    (Foto: )

    Os espaços para as chamadas “patotas” — grupos de pessoas que se reúnem para praticar modalidades coletivas — estão proíbidos em Blumenau. A prefeitura voltou atrás e a portaria que autorizava as atividades a partir desta segunda-feira (24) não terá mais validade. Na prática, o documento já havia sido anulado por uma portaria estadual. 

    > Clique aqui para receber notícias de Blumenau e região via Whatsapp.

    > Blumenau ignora proibição estadual e mantém retorno de futebol entre amigos

    O impasse começou na semana passada. O governo do Estado — após alertar via redes sociais — publicou uma portaria na última sexta-feira (21) proibindo atividades amadoras esportivas. A medida foi tomada justamente para coibir a abertura de quadras e campos de futebol society.

    Assim como Blumenau, outras cidades autorizaram o retorno das patotas de futebol, como Balneário Camboriú e Tijucas. Como os municípios não podem optar por ações menos rigorosas que o Estado no combate ao coronavírus, o documento de sexta anula a portaria municipal, esclarece a Procuradoria Geral do Estado. Em tese, a prefeitura deveria retroceder e, apesar de ter mantido a decisão de liberar durante o dia, foi o que aconteceu no final desta tarde. 

    O setor jurídico municipal informou que seguirá a portaria estadual. Isso significa que nenhum estabelecimento está autorizado a receber os grupos de amigos. No entanto, a prefeitura enviará um ofício ao Estado para pedir a flexibilização e reabertura do setor na cidade, já que os números de casos de Covid-19 são considerados estáveis na região. 

    > Mortes aumentam, mas número de casos ativos de coronavírus despenca em Blumenau nos últimos três dias

    Enquanto nada muda, se houver uma denúncia e a fiscalização municipal ou Polícia Militar for até o local, o estabelecimento terá de fechar as portas e cumprir a norma, sob risco de autuação. De acordo com a lei, tanto prefeitura quanto proprietários podem sofrer penalidades por descumprimento das normas sanitárias estaduais. 

    As consequências variam de advertência e multa até interdição do local. No entanto, depende de denúncia para gerar uma ação judicial e então uma possível punição.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas