nsc
dc

Imunização

Profissionais da saúde vão receber dose de reforço contra a Covid, diz Queiroga

Segundo o ministro, profissionais serão imunizados preferencialmente com a vacina da Pfizer

24/09/2021 - 17h17 - Atualizada em: 24/09/2021 - 18h04

Compartilhe

Metrópoles
Por Metrópoles
Idosos e imunosuprimidos já recebem a terceira dose no Brasil
Idosos e imunosuprimidos já recebem a terceira dose no Brasil
(Foto: )

O Ministério da Saúde aprovou o uso da dose de reforço em profissionais de saúde. O anúncio foi feito pelo ministro Marcelo Queiroga na tarde desta sexta-feira (24) por meio das redes sociais. 

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

Para o grupo, a indicação é de que o imunizante seja preferencialmente da Pfizer. A aplicação deve acontecer a partir de seis meses após a imunização completa. Anteriormente, o Ministério da Saúde anunciou reforço na imunização contra a Covid-19 para idosos acima de 70 anos e imunossuprimidos em agosto. 

A aplicação extra contempla pessoas imunossuprimidas que tomaram a segunda dose ou dose única há pelo menos 28 dias. Para idosos acima de 70 anos, a recomendação é de que o ciclo vacinal tenha ocorrido há seis meses.

Leia mais no Metrópoles, parceiro do NSC Total.

Leia também: 

Confira as principais checagens sobre a pandemia de Covid-19 publicadas no NSC Total

Blumenau abre agendamento para aplicação da dose de reforço contra a Covid-19 em idosos acima de 75 anos

A cada três mortes, dois não se vacinaram em Criciúma

Colunistas