nsc
an

Investigação

Quadrilha pode estar por trás de assalto a caminhoneiros levados a cativeiro em Joinville

Delegado responsável pela investigação ouviu dois caminhoneiros e última vítima deve prestar depoimento nesta terça-feira (5)

05/04/2022 - 13h53

Compartilhe

Hassan
Por Hassan Farias
Uma das vítimas conseguiu fugir e levou a polícia ao local do cativeiro
Uma das vítimas conseguiu fugir e levou a polícia ao local do cativeiro
(Foto: )

Uma quadrilha especializada em roubos de caminhões pode estar por trás do assalto a três caminhoneiros que foram levados para um cativeiro em Joinville. O caso aconteceu na última sexta-feira (1) e as vítimas foram encontradas no domingo (3) na zona Sul da cidade.

> Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

Em entrevista ao Jornal do Almoço, da NSC TV, o delegado Neto Gattaz, responsável pela investigação, informou que já ouviu duas das três vítimas - a última deve prestar depoimento nesta terça-feira (5). Segundo os relatos, os caminhoneiros foram contratados por meio de aplicativo de negociação de fretes.

As vítimas não são de Santa Catarina e se deslocaram até Joinville para realizar o serviço de transporte, mas foram surpreendidos pelos assaltantes no local onde supostamente pegariam a carga de fertilizantes. De acordo com o delegado, eles foram obrigados a ingerir uma substância que os dopou e, em seguida, os caminhões foram roubados.

- Há indícios de que é uma quadrilha especializada em roubar caminhões. Eles utilizam essa plataforma, que é uma das mais famosas da internet para negociação de frete, sobretudo aqueles chamados "fretes de retorno", em que o caminhoneiro voltaria vazio para o local de partida, mas acabam fazendo essas viagens carregados - explica.

Dois caminhoneiros foram encontrados pela polícia ainda desacordados em um galpão no bairro Boehmerwald. O terceiro conseguiu se levantar e ir até a rua, onde conseguiu pedir ajuda. Todos foram levados para o hospital e receberam alta médica na segunda-feira (4).

Caminhões levados para fora do Estado

A Polícia Civil acredita que os caminhões roubados pelos criminosos - um deles avaliado em R$ 400 mil - já tenham sido levados para fora de Santa Catarina. Segundo o delegado Neto Gattaz, a tese é reforçada pelo levantamento inicial realizado nas câmeras de monitoramento das rodovias.

O delegado aponta que há certeza da participação de, pelo menos, três criminosos no assalto aos caminhoneiros. No entanto, ele acredita que outras pessoas também fazem parte da quadrilha.

Os próximos passos da investigação incluem a oitiva da terceira vítima, que recebeu alta apenas no fim da tarde de segunda-feira, e o levantamento das câmeras de segurança existentes na região onde os caminhoneiros foram encontrados. Além disso, há outros procedimento sigilosos em andamento.

Leia também:

Homem é encontrado morto enrolado em lona em Itapoá

Acidente entre carro e trem afeta cerca de 40 linhas de ônibus em Joinville

Março terminou com o menor número de mortes por Covid em Joinville desde junho de 2020

Pedido de impeachment contra prefeito e vice de Canoinhas chega à Câmara; entenda o rito

Colunistas