nsc
dc

Crime

Rádio de Criciúma recebeu ameaças durante assalto e precisou interromper transmissão

Emissora estava transmitindo ao vivo as notícias do assalto quando recebeu ligação de suposto criminoso

01/12/2020 - 12h20 - Atualizada em: 01/12/2020 - 13h00

Compartilhe

Lucas
Por Lucas Paraizo
Rádio Eldorado assalto criciúma
Rádio recebeu ligações avisando que os criminosos planejavam invadir a emissora
(Foto: )

A Rádio Eldorado, de Criciúma, precisou interromper a transmissão ao vivo que fazia do assalto na cidade na madrugada desta terça-feira (1º) após receber ameaças. Segundo o radialista Dante Bragatto Neto, os assaltantes disseram que iam invadir a emissora que fica na Avenida Centenário, próximo do centro da ação envolvendo os assaltantes.

> Moisés fala em "ação marginal" após assalto a banco em Criciúma e promete resposta

Dante relatou à reportagem que estava no ar quando começou a ouvir os barulhos de tiros por volta das 23h40min. Como o estúdio da rádio fica próximo do batalhão da Polícia Militar, o radialista conta que os disparos estavam muito perto. Quando a equipe ficou sabendo o que estava acontecendo, iniciou a transmissão ao vivo de todas as informações do assalto, inclusive trazendo detalhes enviados pelos moradores que ouviam e assistiam aos momentos de terror no centro de Criciúma.

— Durante esse tempo todo ouvimos muitos tiros. Depois de 1h15min no ar, recebemos informações de moradores dos locais onde os bandidos estavam que eles teriam sido ouvidos dizendo que a rádio estava passando muitas informações e eles iriam invadir a rádio. Depois disso recebemos um telefonema que mais assustou, que seria de um dos bandidos, curto e grosso, dizendo “nós vamos invadir a rádio”. A partir daí comunicamos a direção da emissora e fomos orientados a parar a transmissão — relatou o radialista.

Com a transmissão encerrada, Dante contou que apagou todas as luzes do estúdio e a equipe permaneceu escondida no local até o fim da ação, depois das 3h. Instantes após a ligação que seria dos assaltantes, o radialista conta que viu dois carros grandes muito parecidos com os usados no crime circulando pela frente da emissora.

— A gente ficou muito preocupado, porque estávamos transmitindo todas as informações e os bandidos tinham dominado a cidade, eles poderiam invadir a rádio. E três ou quatro pessoas que moram perto de onde eles estavam me avisaram que escutaram eles falando sobre invadir a rádio.

O Centro da cidade foi sitiado por assaltantes de bancos que explodiram caixas em uma agência do Banco do Brasil. Eles usaram reféns como escudo, provocaram incêndios e atiraram várias vezes. Elites das polícias Civil e Militar atuam na investigação e busca a assaltantes.

A ação durou cerca de uma hora e 40 minutos. Um policial militar e um vigilante ficaram feridos. O agente atingido no abdômen passou por cirurgia no Hospital da Unimed. O quadro dele é estável.

Nesta manhã, o esquadrão antibombas desarmou supostos explosivos amarrados em postes perto da agência.

No mínimo 30 pessoas fortemente armadas e com capacetes e coletes participaram da ação. Por volta das 2h30min, cenário era de cápsulas de fuzil caídas no chão, dinheiro espalhado e moradores recolhendo cédulas.

Leia mais:

Assalto a banco em Criciúma exige resposta rápida das forças de segurança

Crime em Criciúma lembra roubo no Aeroporto de Blumenau e repete onda de crimes de 2019

Colunistas