Com 56% dos eleitores dizendo ter pouco ou nenhum interesse pelas eleições que serão realizadas daqui a 36 dias, o governador Raimundo Colombo (PSD) mantém a ampla vantagem na disputa e seria reeleito em primeiro turno se a votação fosse hoje.

Continua depois da publicidade

Essa é principal constatação da segunda pesquisa Ibope contratada pelo Grupo RBS após a confirmação das candidaturas ao governo do Estado, que ouviu 812 pessoas em 45 municípios catarinenses entre 25 e 27 de agosto.

>>> Leia mais sobre Eleições 2014

A maior novidade em relação à pesquisa Ibope realizada em julho é o crescimento de nove pontos percentuais da candidatura do senador Paulo Bauer (PSDB) e a queda das intenções de votos dos candidatos de pequenos partidos. Dessa forma, Colombo lidera a disputa com 43%, contra 19% de Bauer. O ex-deputado federal Claudio Vignatti (PT) oscilou um ponto e está com 7%.

Essa é a primeira pesquisa Ibope realizada após o início do horário eleitoral obrigatório. A margem de erro é de três pontos percentuais para cima ou para baixo e o nível de confiança da pesquisa é de 95%.

Continua depois da publicidade

O Ibope também fez uma simulação de segundo turno entre Colombo e Bauer, os dois candidatos que somaram mais de 10% das intenções de voto na pesquisa de julho. No confronto direto, Colombo seria reeleito com 46% contra 24% do tucano.

O instituto perguntou ainda quem os eleitores acreditam que será eleito, independentemente de preferência pessoal. Colombo foi citado por 53% como provável vencedor, contra 11% de Bauer e 3% de Vignatti.

Na disputa pela vaga no Senado, Paulo Bornhausen (PSB) cresceu e ampliou a vantagem sobre os adversários, mas 30% dos entrevistados estão indecisos. Bornhausen foi o único a crescer acima da margem de erro em relação à pesquisa anterior, passando de 20% para 25%. Dário Berger (PMDB) também cresceu, no limite da margem, chegando a 15% e se distanciando de Milton Mendes (PT), que teria 7%.

::: Confira os números

Destaques do NSC Total