nsc
dc

TÓQUIO 2020

Rayssa Leal: idade e tudo sobre a skatista com medalha olímpica

"Fadinha do skate", como é conhecida, é a atleta mais jovem do Brasil a subir no pódio de uma Olimpíada

26/07/2021 - 07h37 - Atualizada em: 26/07/2021 - 12h31

Compartilhe

Brenda
Por Brenda Bittencourt
Rayssa Leal competiu na modalidade skate street nas Olimpíadas de Tóquio
Rayssa Leal competiu na modalidade skate street nas Olimpíadas de Tóquio
(Foto: )

Rayssa Leal, a skatista e medalhista olímpica se tornou a mais jovem atleta do Brasil a subir no pódio de uma Olimpíada. Medalha de prata e com diferença de 0.10 na pontuação, o prodígio emocionou todo o Brasil e trouxe a dúvida, qual é a idade da menina prodígio? Conheça a história da atleta.

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

“Fadinha” como é carinhosamente chamada encantou os juízes com alegria e leveza. O pódio foi conquistado na categoria de skate street, nas Olimpíadas de Tóquio na madrugada desta segunda-feira (26), ficando atrás apenas da japonesa Momij Nishiya.

Rayssa se consagrou vice-campeã e trará para o Brasil a segunda medalha de prata conquistada nas Olimpíadas 2020. Ambas vieram do skate. A primeira medalha foi alcançada por Kelvin Hoefler, um dia antes da pequena.

Idade da fadinha do skate

Com apenas 13 anos, Rayssa Leal é a terceira medalhista olímpica mais jovem da Era Moderna em um esporte individual.

No Brasil, ela se consagrou como a mais nova a conquistar o pódio de uma Olimpíadas.

Em todas as disputadas do Jogos Olímpicos, apenas duas meninas aparecem antes de “fadinha” como a mais jovem. A Americana Dorothy Hill nas Olimpíadas de Amsterdã em 1928 e a dinamarquesa Inge Sorensen em Berlim no ano de 1936.

> Confira o quadro de medalhas das Olimpíadas

História

Jhulia Rayssa Mendes Leal, é conhecida no mundo todo como Rayssa Leal. A jovem fadinha do skate nasceu em Imperatriz, no Maranhão em 4 de janeiro de 2008.

Ela ganhou o primeiro skate no aniversário de seis anos e desde então começou a treinar e não parou mais.

Rayssa competiu no Street League Skateboarding Championship, em Londres na Inglaterra em 2019, ficando em terceiro lugar com uma pontuação de 26,0, terminando acima de Alexis Sablone, Letícia Bufoni e outros skatistas, mas atrás da brasileira Pâmela Rosa e da australiana Hayley Wilson.

Em julho de 2019, ela ficou em primeiro lugar no Street League Skateboarding Championship, em Los Angeles, nos Estados Unidos, liderando o pódio à frente de Pamela Rosa e Alana Smith. Ela ganhou um quarto lugar por sua primeira aparição nos X Games.

> Trajetória de Rayssa Leal até as Olimpíadas teve momento decisivo em SC

A skatista de apenas 13 anos na competição de skate street nas Olimpíadas
A skatista de apenas 13 anos na competição de skate street nas Olimpíadas
(Foto: )

Carisma nas redes sociais

Rayssa era uma das maiores esperanças de medalha nas Olimpíadas de Tóquio. Além de conquistar o feito, Leal também alcançou inúmeras pessoas nas redes sociais esbanjando carisma e alegria.

Inúmeros atletas, artistas e famosos publicaram fotos da pequena parabenizando e mostrando o orgulho de ser brasileiro em momentos como este.

Antes da apresentação nos Jogos Olímpicos, Rayssa publicou “não existe futuro sem passado”, fazendo referência à história do skate e a conquista de poder participar da competição em uma Olimpíada.

> Olimpíadas 2021: veja quais são as modalidades

Leia também

Douglas Souza se torna o jogador de vôlei mais seguido do mundo nas redes

Olimpíadas 2021 terá surf pela primeira vez; entenda a disputa

Treta! Leticia Bufoni revela mágoa com o medalhista das Olimpíadas Kelvin Hoefler

Olimpíadas: quem são os favoritos a conquistar uma medalha para o Brasil em Tóquio

Colunistas