nsc

publicidade

Maus-tratos

Rinha de galo é fechada, em Biguaçu, após polícia encontrar animais machucados

Pelo menos 28 pessoas foram detidas e os praticantes da atividade carregavam cerca de R$ 5 mil no bolso

05/08/2019 - 06h57 - Atualizada em: 05/08/2019 - 08h10

Compartilhe

Por Redação NSC
Vários animais foram encontrados com ferimentos graves
(Foto: )

No sábado (3), após receber denúncias, a Polícia Militar Ambiental de Florianópolis fechou uma rinha de galo no bairro da Fazendinha, em Biguaçu. As informações são do G1 SC.

As autoridades policiais se dirigiram até o local de denúncia logo após receber os relatos do crime federal. Chegando lá, flagraram o fato relatado e tiveram que arrombar o portão de ferro com o carro, já que os participantes começaram a fugir.

Leia também: Polícia encontra 12 galos feridos em galpão de rinha na Grande Florianópolis

Entre os 46 animais encontrados no local, alguns tinham esporões e biqueiras de ferro no corpo. Além disso, no local havia um quadro com os pesos dos animais e ringue com cadeiras. No galpão, que o dono alugava para os praticantes da atividade ilegal, serviços de bar com alimentos e bebidas.

Polícia Militar Ambiental/Divulgação
(Foto: )

Alguns integrantes tinham a quantia de R$ 5 mil no bolso e apesar da fuga, pelo menos 28 pessoas foram detidas por crime de maus-tratos.

Maltratar é crime

Maus-tratos a animais é crime federal, e a legislação catarinense reconhece cães, gatos e cavalos como seres sencientes, sujeitos a sentimentos como dor e angústia, o que agrava qualquer situação de crueldade.

Denúncias de maus-tratos em Florianópolis podem ser feitas por meio do portal oficial.

Adote um Amor: projeto do NSC Total que incentiva a adoção animal

Deixe seu comentário:

publicidade