Santa Catarina teve um aumento de 646,5% de alta nos casos de dengue em 2024, segundo aponta o relatório da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive-SC). Os dados coletados de 31 de dezembro de 2023 a 29 de janeiro de 2024 foram comparados com o período de dezembro de 2022 a 29 de janeiro de 2023.

Continua depois da publicidade

Siga as notícias do NSC Total pelo Google Notícias

Segundo o boletim da Dive-SC divulgado nesta quarta-feira (31) sobre a dengue, chikungunya e zika, até o dia 29 de janeiro de 2024, foram registrados 7.185 focos do mosquito Aedes Aegypti em 182 municípios, com as seguintes especificações:

  • Dengue: 9.881 notificações, 5.897 casos prováveis;
  • Chikungunya: 61 notificações e 30 casos prováveis;
  • Zika: 13 notificações com 3 casos prováveis.

Na comparação com o mesmo período do ano passado, que registrou 356 casos confirmados, observa-se um aumento de 646,5% no número de casos prováveis.

Continua depois da publicidade

Mortes causadas pela dengue em 2024

No período de 31 de dezembro de 2023 e 29 de janeiro de 2024, foi confirmado uma morte por dengue em Joinville. Quatro casos permaneciam em investigação nas cidades de Araquari, Florianópolis, Garopaba e São Francisco do Sul.

O caso de Araquari, no entanto, já foi confirmado pela Secretaria de Saúde do município, embora ainda não tenha entrado nos números do governo do Estado. Trata-se de um homem de 61 anos que morreu no dia 27 de janeiro e a causa da morte foi confirmada nesta quarta-feira (31).

Aumento da chikungunya e queda do zika vírus em SC

Assim como a dengue, a chikungunya também registra aumento de casos prováveis no estado catarinense. Ainda de acordo com os dados atualizados da Dive-SC, no período de 31 de dezembro de 2023 a 29 de janeiro de 2024, 30 casos prováveis da doença foram notificados. Em comparação com o mesmo período do ano de 2022/2023, foram informados nove casos prováveis, o que representa uma alta de 233,3%.

Joinville é a cidade do Brasil com mais mortes por dengue em 2023

O zika vírus é o único que foge dessa curva de aumento, com o recorte também no mesmo período do ano registrando três casos prováveis da doença em Santa Catarina. Já no mesmo período de 2023/2024 foram notificados nove casos prováveis.

Continua depois da publicidade

Alta da dengue no Brasil em 2024

Atualmente o Brasil vive uma alta de registros de dengue que já levou dois estados (Acre e Minas Gerais) e o Distrito Feederal a decretarem situação de emergência. O país já vivia um crescimento da doença, ultrapassando a marca de mil mortes há dois anos.

Com os dados divulgados nesta quarta-feira (31) pelo  Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan), foram 232.990 casos detectados no Brasil, somente nas quatro primeiras semanas epidemiológicas de 2024, que corresponde até o último dia 27. Neste mesmo período em 2023 foram registrados 65.366, o que revela um crescimento nacional de 252% da doença.

No entanto, os números da doença podem ser ainda maiores. Segundo um levantamento feito pelo O Globo, com base nos dados do Sinan compilados pelo Ministério da Saúde no Painel de Monitoramento das Arboviroses, Santa Catarina teve um aumento de 1.668% nos casos de dengue, comparando os meses de janeiro de 2023 e 2024. O período corresponde até o dia 27 deste mês.

No entanto, o governo do Estado, por meio da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive-SC), informa que o levantamento desses números sofreu alteração, sendo divulgados a partir de 2024 os casos prováveis da doença. Esse dado seria a soma dos casos notificados, confirmados, suspeitos e inconclusivos, com exceção dos descartados.

“Anteriormente, a divulgação se concentrava apenas nos casos confirmados. A partir desse ano, todos os casos suspeitos que forem notificados no sistema de informação serão considerados prováveis até que ocorra o encerramento da ficha. Isso permite uma análise mais precisa da situação, que corrige potenciais atrasos na conclusão dos casos notificados”, explica o diretor de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina, João Augusto Brancher Fuck.

Continua depois da publicidade

Leia também

Saiba as cidades de SC que vão receber as primeiras doses da vacina contra a dengue

“Explosão” de casos de dengue nas primeiras semanas de 2024 acende alerta em SC

Idoso é primeira vítima por dengue de Araquari em 2024

Destaques do NSC Total