nsc
    dc

    Economia

    Saque emergencial do FGTS continua após fim da MP 946; confira o calendário

    06/08/2020 - 07h32 - Atualizada em: 06/08/2020 - 07h52

    Compartilhe

    Lariane
    Por Lariane Cagnini
    fgts
    Saque do FGTS já foi liberado para nascidos de janeiro a junho
    (Foto: )

    O calendário do saque emergencial do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), autorizado pela Medida Provisória (MP) 946, segue valendo mesmo com a perda da validade da norma. A informação é da Caixa Econômica Federal. 

    Liberação do FGTS em função do coronavírus: quem tem direito e como consultar o saldo

    A MP 946, que deveria ter sido votada até terça-feira (4), foi retirada de pauta após pedido feito pelo líder do governo Vitor Hugo (PSL-GO). Com isso, perdeu a validade, e um novo projeto de lei será enviado ao Congresso Nacional nos próximos dias para regulamentar novamente o saque emergencial.

    Quer receber notícias por WhatsApp? Inscreva-se aqui

    "A Caixa, na qualidade de agente operador do FGTS, esclarece que, com base no princípio constitucional da segurança jurídica, mantem o cronograma do saque emergencial do FGTS até o fim do prazo de pagamento estabelecido pela MP 946/20, conforme anunciado anteriormente", informou a assessoria do banco público.

    Até agora, a Caixa creditou o saque emergencial do FGTS para os trabalhadores nascidos de janeiro a junho. Ainda falta a liberação dos saques para quem nasceu entre julho e dezembro. 

    TJ-SC suspende tramitação do impeachment de Moisés

    Ao todo, o governo pretende injetar R$ 37,8 bilhões na economia, beneficiando cerca de 60 milhões de trabalhadores. Pelas regras originais da MP que perdeu a validade, o valor do saque é de até R$ 1.045, considerando a soma dos valores de todas contas ativas ou inativas com saldo no FGTS. 

    Cada trabalhador tem direito a receber até um salário mínimo (R$ 1.045) de todas as contas ativas e inativas do fundo.

    Mega-Sena: confira os números do concurso 2286, sorteado nesta quarta-feira

    Decisão de não votar a MP 946

    A decisão de não votar a MP 946 foi tomada pela base de apoio do governo no Legislativo depois do texto ter sido alterado pelo Senado, que ampliou a movimentação da totalidade dos recursos da conta vinculada ao FGTS pelo trabalhador que tenha pedido demissão ou sido demitido sem justa causa, entre outras flexibilizações. Com isso, pelos cálculos do Ministério da Economia, haveria um impacto adicional de R$ 120 bilhões no fundo, cujos recursos são a principal fonte de financiamento da casa própria no país.

    Confira o calendário de pagamento do saque emergencial do FGTS

    fgts
    Calendário do crédito e do saque emergencial do FGTS
    (Foto: )

    * Com informações da Agência Brasil

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Economia

    Colunistas