nsc
dc

Atendimento

SC não recebe cadernetas de vacinação para crianças há dois anos

Recém-nascidos não estão recebendo o documento; Secretaria da Saúde informa que pais ou responsáveis serão avisados quando houver disponibilidade do material

31/05/2022 - 09h00 - Atualizada em: 31/05/2022 - 10h10

Compartilhe

Jean
Por Jean Laurindo
Caderneta da criança
Estados relatam atraso em envio de cadernetas para crianças
(Foto: )

Santa Catarina é um dos estados que está sem receber cadernetas de saúde para crianças há pelo menos dois anos. O documento havia sido prometido pelo governo federal para o início deste ano, mas até o momento não foi repassado.

SC chega a 100% de ocupação em UTIs pediátricas e governo anuncia mais 68 leitos

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

Reportagem da TV Globo desta segunda-feira (30) mostrou que 12 estados estão nessa situação, incluindo SC. Alguns estados como a Bahia relatam não receber exemplares do documento desde 2019.

Em SC, a Secretaria de Estado da Saúde informou que faz dois anos que as cadernetas não chegam aos catarinenses. Atualmente, os recém-nascidos não têm recebido o documento. Segundo a pasta, quando houver disponibilidade do material, os familiares serão chamados para entrega. 

Havia uma promessa de que o envio ocorresse até abril deste ano, mas até o momento nada foi recebido. O Estado chegou a abrir licitação para imprimir por conta própria as cadernetas, enquanto não ocorre o envio do Ministério da Saúde. Não foram divulgadas informações sobre o estágio desta contratação.

A reportagem do Diário Catarinense procurou o Ministério da Saúde para questionar a causa do atraso nos envios aos estados, mas não obteve resposta até a publicação desta matéria.

Em janeiro, o Ministério da Saúde chegou a divulgar que os estados receberiam uma nova edição das cadernetas, atualizada e com mais recursos, a partir de março.

A caderneta é distribuída desde a década de 1980 e ajuda a família a controlar vacinas e situações de saúde das crianças ao longo da vida. Até 2018, a caderneta de saúde teve 12 edições. A partir de 2019, o nome foi modificado para Caderneta da Criança. Esta será a terceira edição do novo formato de caderneta.

Leia também

Caso suspeito de varíola dos macacos em SC foi identificado em moradora do Oeste

Florianópolis quer multa de R$ 5 mil para quem mantiver terreno com foco de dengue

UFSC procura pacientes que tiveram Covid-19 para projeto de reabilitação

Colunistas