nsc
dc

Coronavírus

Santa Catarina registra a segunda pior taxa de isolamento social do país

Em meio a agravamento da pandemia, índice de distanciamento nesta quinta foi de apenas 37%

10/07/2020 - 07h38 - Atualizada em: 10/07/2020 - 09h11

Compartilhe

Por Guilherme Simon
Movimento no Centro de Florianópolis
Centro de Florianópolis nesta quinta-feira, quando cidade chegou a 97% de UTIs ocupadas
(Foto: )

Em meio ao agravamento da pandemia de coronavírus, Santa Catarina registrou nesta quinta-feira (9) a segunda pior taxa de isolamento social do país, com um índice de 37%. Atrás, ficou apenas o estado de Tocantins, com 34,22% de taxa de distanciamento. A média nacional nesta quinta foi de 39,03%.

> Santa Catarina tem a terceira maior taxa de contágio por coronavírus no país e curva em ascensão

Os números são do monitoramento feito pela empresa In Loco, com base em telefones celulares da população.

O índice de isolamento social em SC chegou a ser de 72,8%, no dia 22 de março, no primeiro fim de semana após o Governo do Estado adotar medidas de restrição como o fechamento do comércio e a suspensão do transporte coletivo. Porém, a taxa vem caindo desde o início de maio.

O índice costuma ser menor durante os dias de semana. A menor taxa de distanciamento registrada em Santa Catarina desde o início da pandemia foi em 19 de junho, com 33,3%. De acordo com o governo catarinense, o índice aceitável seria de, no mínimo, 50%.

O registro desta quinta-feira, que colocou Santa Catarina em penúltimo lugar no ranking nacional de distanciamento, ocorre num momento que os dados revelam um agravamento da pandemia de coronavírus no Estado. No mesmo dia, o governo catarinense registrou o número mais alto de pacientes com coronavírus internados em leitos de UTI (Unidades de Terapia Intensiva) desde o início da crise. 

Cinco regiões estão em nível gravíssimo por conta da ocupação de leitos de UTI, incluindo a Grande Florianópolis, conforme o mapa de risco do governo divulgado nesta semana.

> Multidão no centro de Florianópolis mostra que ficha ainda não caiu

Em Florianópolis, a ocupação de UTIs chegou a 97% nesta quinta, restando apenas seis leitos disponíveis para adultos. As regiões do Alto Vale do Itajaí, a Foz do Itajaí-Açu, Laguna e Xanxerê também estão em nível gravíssimo por conta da lotação dos hospitais.

Segundo dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES), Santa Catarina registra 38.408 casos confirmados de Covid-19 e 447 óbitos pela doença. A taxa geral de ocupação dos leitos de UTI pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em Santa Catarina é de 67,7%.

Colunistas