nsc
dc

FIOCRUZ

SC tem queda em casos de síndrome respiratória aguda em crianças

Em contraste com o Estado, Florianópolis está entre as capitais onde houve sinal de aumento dos casos nas últimas semanas

21/04/2022 - 14h04

Compartilhe

Camilla
Por Camilla Martins
Criança com máscara
A curva de casos em SC apresenta formação de platô e começa a cair em alguns estados, refletindo em queda na curva nacional
(Foto: )

Os casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG) em crianças apresentam tendência de queda em Santa Catarina, segundo o Boletim Infogripe da Fiocruz, divulgado nesta quarta-feira (20). De acordo com a Fundação Oswaldo Cruz, a curva de casos apresenta formação de platô e começa a cair em alguns estados, refletindo em queda na curva nacional.    

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

Em contraste com o cenário nacional, Florianópolis está entre as oito capitais que tiveram crescimento na tendência de casos a longo prazo, ou seja, nas últimas seis semanas. As outras capitais com este sinal de aumento são Belém (PA), Cuiabá (MT), Curitiba (PR), Macapá (AP), Porto Alegre (RS), Porto Velho (RO) e Rio Branco (AC).  

> Brasil vive aumento de casos de síndrome respiratória em crianças; cenário reflete em SC

Apesar do sinal de queda para a SRAG, o boletim da Fiocruz alerta que o percentual de casos de Vírus Sincicial Respiratório (VSR) continua aumentando e atingiu 41,5% do total de casos de SRAG registrados nas últimas quatro semanas, mesmo a doença sendo observada fundamentalmente em crianças. 

Na faixa de zero a quatro anos, os testes laboratoriais indicaram 66,4% de VSR, caindo para 23% na faixa de cinco a 11 anos. Nos dados nacionais para todas as idades, há estabilização nas faixas etárias adultas, com positividade de 36% para o rinovírus e de 28% para Sars-CoV-2 (covid-19).   

Boletim de SRAG
Gráfico mostra tendência de queda dos casos em crianças
(Foto: )

Leia também

Operadoras garantem instalação do 5G em Floripa até fim de julho

Concurso da Mega-Sena é sorteado; veja os números

Vídeo revela imprudência de motorista que atropelou idosos

Colunistas