Santa Catarina terá um terço das urnas eletrônicas usadas nas Eleições 2024 do modelo mais recente, de 2022. No total, os eleitores catarinenses vão utilizar 18.599 equipamentos nas disputas municipais de outubro. Desse número, 6.530 serão do modelo 2022 (veja lista abaixo).

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

O Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC) recebeu nesta quinta-feira (15) um lote de 1.200 novas urnas eletrônicas do modelo 2022. Os equipamentos se somarão às 4.800 unidades já recebidas até janeiro deste ano, e às 530 urnas que devem chegar ao Estado na quinta-feira da semana que vem, 23 de fevereiro.

Os equipamentos enviados à Justiça Eleitoral catarinense vão substituir urnas dos modelos 2009, 2010 e 2011.

Entre as diferenças do novo modelo de urna eletrônica a ser utilizado em Santa Catarina estão um processador mais potente, 18 vezes mais rápido do que o existente nos modelos de 2015, e um mecanismo de criptografia aprimorado, considerado um dos mais apurados do mundo.

Continua depois da publicidade

A intenção da Justiça Eleitoral é permitir que 77% das urnas eletrônicas usadas nas Eleições 2024 sejam dos modelos 2022 e 2020. Segundo o órgão, com equipamentos mais modernos, a tendência é que o processo de votação transcorra de maneira ágil e ainda mais estável.

A expectativa é que, até o dia 20 de março, todos os equipamentos adquiridos já estejam em posse dos tribunais regionais estaduais.

As eleições deste ano vão escolher representantes para os cargos de prefeito, vice-prefeito e vereador. O primeiro turno está marcado para 6 de outubro. Nas três cidades catarinenses com mais de 200 mil eleitores e que por isso podem ter segundo turno na disputa pelas prefeituras, Joinville, Florianópolis e Blumenau, a eventual segunda rodada de votação está prevista para 27 de outubro.

Os planos de Lula para a eleição em Florianópolis

TSE acompanha produção das urnas

Os componentes físicos (hardware), como o teclado e a carcaça da urna, são fabricados pela empresa Positivo, vencedora do certame. Já os programas que rodam no equipamento (softwares) são integralmente desenvolvidos pela equipe de servidoras e servidores da Secretaria de Tecnologia da Informação do Tribunal Superior Eleitoral (STI/TSE).

Continua depois da publicidade

O processo de montagem da urna é acompanhado de perto por uma equipe de servidores liderada pela Coordenadoria de Tecnologia Eleitoral do Tribunal Superior Eleitoral (Cotel/TSE).

O grupo supervisiona ainda os testes a que as urnas eletrônicas são submetidas no galpão da empresa, em Ilhéus (BA), uma garantia de que os equipamentos serão entregues aos TREs em perfeito estado de funcionamento.

Assim que aprovadas nos testes, as urnas recebem as tampas externas, sendo embaladas e identificadas conforme o lote de produção. Depois disso, ainda passam por uma auditoria feita por servidores do Tribunal no local de fabricação.

Além disso, vale lembrar que o único software que vem “de fábrica” é o sistema de teste de produção, cujo objetivo é a aplicação dos testes funcionais e finais, que servem para verificar se a urna funciona e atende a todos os requisitos previstos no edital.

Continua depois da publicidade

Modelos de urnas eletrônicas nas Eleições 2024 em SC

  • UE2013: 1.053
  • UE2015: 3.720
  • UE2020: 7.296
  • UE2022: 6.530
  • Total: 18.599

Leia também

Quem são os deputados estaduais que podem concorrer a prefeito em SC nas Eleições 2024

Como se desenha a disputa em Florianópolis nas Eleições 2024

Quem são os pré-candidatos a prefeito em Joinville nas eleições 2024

Destaques do NSC Total