nsc

Resposta

Secretário da Agricultura não acredita em exportação saindo de SC com coronavírus: “Equívoco”

Ricardo de Gouvêa, responsável pela pasta em SC, manifesta confiança no controle realizado

14/08/2020 - 17h08

Compartilhe

Kadu
Por Kadu Reis
Exportação de frango pode ser afetada após caso de identificação de coronavírus em produto na China
Exportação de frango pode ser afetada após caso de identificação de coronavírus em produto na China
(Foto: )

O secretário de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, Ricardo de Gouvêa, manifestou confiança nos processos de controle após a identificação de traços do coronavírus em frango catarinense exportado à China. Em entrevista à CBN Diário nesta sexta-feira (14), o responsável pela pasta no Governo de SC disse que aguarda respostas da administração chinesa sobre o caso. 

STF determina prosseguimento do processo de impeachment contra Moisés

— É um equívoco que está se fazendo. A própria diretora da OMS declarou que não existe, com comprovação científica, este risco de contágio pela carne. Apuramos junto ao Ministério da Agricultura que o caso partiu de uma província, não do Governo da China propriamente. Nós encaminhamos perguntas a eles para que respondam, porque os demais lotes não apresentaram nenhum indício — afirma Gouvêa.

Ouça a entrevista com o secretário da Agricultura em SC:

O caso registrado na cidade de Shenzen, na China, gerou repercussão nas Filipinas. O país anunciou a suspensão da importação de carne de frango brasileira. Santa Catarina é um dos principais estados exportadores do produto para este mercado, que é o 15º maior importador de aves do Brasil. O caso é tratado com cautela pelo setor, que aguarda maiores detalhes sobre os traços de vírus identificados em um lote do produto.

— Temos que aguardar as respostas das perguntas que enviamos pra lá. Esperamos que seja rápido pra não haver repercussão em outros mercados. Nós exportamos para mais de 130 países e em nenhum outro lugar apareceu isso. Queremos a confirmação, ver de fato o que está ocorrendo. Pela qualidade e controles que temos no país, temos certeza de que nada poderia ter saído daqui com contaminação — garante o secretário.

Colunistas