Um forte terremoto, de 6,5 graus na escala Richter, foi registrado nesta terça-feira (7) no Acre, próximo a fronteira com o Peru, às 21h55. Segundo informações do Centro Sismológico Euro-Mediterrânico (CSEM), o tremor ocorreu a uma profundidade de 616 quilômetros, o que fez com que não tenha provocado vítimas nem danos.

Saiba como receber notícias do DC no Telegram

O epicentro do terremoto se deu cerca de 100 km a sudoeste da cidade de Tarauacá, já segundo o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS), que também monitora abalos sísmicos no mundo todo.

Segundo o geofísico brasileiro Sérgio Sacani, esse foi o segundo maior tremor da história do Brasil. Em seu canal Space Today, no YouTube, ele explicou que a outra vez em que país teve um terremoto dessa magnitude, apontado como o mais forte no território brasileiro, foi em 1955, no Mato Grosso, com 6,6 graus na escala Richter. Esse sismo também ocorreu em uma região não habitada, sem deixar danos e nem feridos.

Veja a explicação do terremoto no Acre

A escala Richter é usada para medir abalos a partir de 2,0 (microsismos) até 10,0 (considerados extremos). A medida de 6,5 graus se encaixa na categoria “forte”, que pode provocar danos em um raio de centenas de quilômetros do epicentro. 

Continua depois da publicidade

No caso registrado nesta terça, no Acre, isso não aconteceu porque a profundidade do terremoto foi muito grande, de modo que nem mesmo as réplicas provocaram estragos.

Registro do terremoto pelo CSEM

Site do CSEM registrou terremoto no Brasil
Site do CSEM registrou terremoto no Brasil (Foto: CSEM / Reprodução)

Ainda conforme o geofísico Sérgio Sacani, por conta da localização das placas tectônicas na América do Sul, é comum as cidades brasileiras mais próximas do Peru e Bolívia também sentirem os tremores que ocorrem nesses países vizinhos.

Registro do terremoto no Acre pelo USGS

Registro do terremoto no Acre no Serviço Geológico dos Estados Unidos
Registro do terremoto no Acre no Serviço Geológico dos Estados Unidos (Foto: (United States Geological Survey / USGS / Reprodução))

Leia mais:

Terremoto atinge o Peru e tremor é sentido em municípios brasileiros

Veja os possíveis traçados da nova rodovia para desafogar a BR-101 em SC

Ladrões abrem buraco em parede de loja de SC e roubam mais de 80 armas

Destaques do NSC Total