nsc
an

Pandemia

Seis cidades do Norte de SC estão há mais de 45 dias sem mortes por Covid-19

Melhor situação é de Itaiópolis, que não registra óbitos pela doença há quase três meses

14/10/2021 - 17h05 - Atualizada em: 14/10/2021 - 17h17

Compartilhe

Hassan
Por Hassan Farias
Pacientes internados com Covid
Pacientes internados com Covid
(Foto: )

Seis cidades estão há mais de 45 dias - um mês e meio - sem registrar mortes por Covid-19 na região Norte de Santa Catarina. Os dados são do Painel do Coronavírus do NSC Total, que leva em conta as informações da Secretaria de Estado da Saúde (SES).

> Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

O município que está há mais tempo sem óbitos por causa do coronavírus na região é Itaiópolis, no Planalto Norte. A cidade tem 53 mortes desde o início da pandemia e está há 86 dias - quase três meses - sem nenhum paciente morrer por complicações da doença.

Irineópolis está em situação parecida, com 84 dias sem nenhum óbito por Covid. O município, que também fica no Planalto Norte, já viu 14 moradores morrerem pela doença desde o início da pandemia.

As demais cidades que seguem sem mortes há mais tempo são São João do Itaperiú (72 dias), Bela Vista do Toldo (58 dias), Papanduva (46 dias) e Major Vieira (45 dias).

Uma das características em comum entre todas elas é o baixo número de casos ativos. No caso de São João do Itaperiú, a cidade não tem nenhum morador infectado pelo vírus neste momento.

Segundo dados do Estado, atualizados nesta quinta-feira (14), Bela Vista do Toldo tem apenas um caso ativo, Papanduva tem quatro, Irineópolis e Major Vieira estão com oito pessoas infectadas, e Itaiópolis tem 11 casos.

Vacinação ajuda na redução das mortes

Um dos fatores que pode ter contribuído para o aumento dos municípios sem óbitos é a vacinação. Isso porque quatro das seis cidades que estão há mais de um mês e meio sem mortes por Covid-19 estão com cerca de metade da população imunizada com as duas doses ou a dose única.

A cidade mais avançada entre elas é São João do Itaperiú, que já atingiu 56,6% dos 3,7 mil moradores com a imunização completa. Na sequência, Irineópolis tem 50% dos 11 mil habitantes com as duas doses da vacina contra o coronavírus.

> SC tem 120 cidades há um mês sem mortes por Covid e com mais de 50% da população imunizada

Logo em seguida, aparecem Itaiópolis e Papanduva, com 49% e 46% da população imunizada, respectivamente. Mais abaixo, estão Major Vieira, com 40%, e Bela Vista do Toldo, com apenas 21%.

Neste último caso, a reportagem entrou em contato com a prefeitura para saber se há algum problema na atualização dos dados da vacinação no sistema estadual. Os números estão inalterados há algumas semanas. Até o fim da tarde desta quinta-feira (14), o município não havia respondido.

Mortes podem ser minimizadas em 2022

Em reportagem publicada pelo Diário Catarinense, o infectologista Ricardo Freitas afirmou que a vacinação é, sim, o que contribuiu na queda nos números da pandemia em Santa Catarina nos últimos meses, mesmo com a preocupação da variante Delta.

— Apesar da preocupação com a variante Delta, ela não foi uma coisa tão importante quanto foi na América. Aqui, talvez pela missigenação de vacinas, ela conseguiu ser combatida — salienta.

> Risco de pegar Covid aumenta em quase cinco vezes ao não se vacinar, diz estudo

Freitas diz, ainda, que, com o avanço da vacinação, é provável que a quantidade de mortes pela Covid-19 seja minimizada no próximo ano ou que se tenha um número semelhante ao de casos envolvendo a H1N1.

— Eu acredito que em 2022 vamos conseguir zerar as mortes. O que também pode acontecer é a letalidade ficar atrelada a faixa etária e as comorbidades, como acontece com a H1N1, por exemplo. Ou seja, com a vacinação plena, e a dose de reforço, podemos minimizar [o impacto da doença] — explica.

Leia também:

Dose de reforço da vacina contra Covid em Joinville deve atender 58 mil pessoas em 2021

O que se sabe sobre a dose de reforço das vacinas contra a Covid-19

Nenhuma região de SC está em risco grave para a Covid-19 pela 1ª vez

Casos ativos, mortes, internações: indicadores mostram melhora do cenário da pandemia em SC

Colunistas