nsc
dc

Fora do ar

Sistemas do Ministério da Saúde ficam fora do ar após suspeita de ataque hacker

Essa é a segunda vez em seis meses que os sistemas da pasta ficam fora do ar

17/05/2022 - 14h03

Compartilhe

Folhapress
Por Folhapress
Sistemas foram retirados do ar para resguardar as informações
Sistemas foram retirados do ar para resguardar as informações
(Foto: )

O Ministério da Saúde retirou do ar três dos seus principais sistemas na manhã desta terça-feira (17) após uma suposta tentativa de acesso indevido.

Receba notícias do DC via Telegram

Estão fora do ar o ConecteSUS, que dá acesso ao comprovante de vacinação contra a Covid-19, o e-SUS Notifica e o SI-PNI.

O ministério afirmou em nota que "a tentativa de acesso indevido" foi identificada nesta segunda-feira (16) e que os sistemas foram retirados do ar para resguardar as informações.

Segundo a pasta, os dados armazenados não foram perdidos e as plataformas passam, agora, por uma "manutenção corretiva".

"O Departamento de Informática do SUS (Datasus) identificou nessa segunda-feira (16) uma tentativa de acesso indevido e para resguardar as informações, os acessos foram suspensos até que toda a análise seja realizada. Vale ressaltar que a manutenção não causou impacto nos dados das plataformas", diz a nota.

Ao abrir o aplicativo do ConecteSUS, o usuário encontra uma mensagem de serviço indisponível.

"Nosso sistema está passando por uma indisponibilidade temporária. Nossa área tecnológica já está atuando para normalizar a situação de acesso. Pedimos, por favor, que aguarde ou tente novamente mais tarde."

De acordo com a pasta, a expectativa é que os sistemas sejam restabelecidos ainda na tarde desta terça. O governo não disse se a Polícia Federal foi acionada para investigar a tentativa de acesso.

Essa é a segunda vez em seis meses que os sistemas do Ministério da Saúde ficam fora do ar.

Em dezembro do ano passado, um ataque hacker também derrubou o ConecteSUS, o e-SUS Notifica e o SI-PNI.

À época, a PF e o Gabinete de Segurança Institucional (GSI) foram acionados. Os registros de vacinação da Covid-19 só foram recuperados e o ConeteSUS voltou a funcionar com instabilidade 13 dias depois.

Leia também

Acompanhante causa tumulto em hospital e empurra segurança em Joinville

Hospital Infantil de Florianópolis tem mais de mil crianças na fila para atendimento com especialista

Justiça determina que criança seja indenizada em SC após erro em atendimento médico

Colunistas