nsc
    santa

    Pandemia

    "Só quero que ele volte para casa": a angústia da esposa de um paciente à espera de UTI em SC

    Internado em Penha, idoso de 86 anos aguarda uma vaga no Hospital Ruth Cardoso, em Balneário Camboriú

    25/02/2021 - 10h11

    Compartilhe

    Brenda
    Por Brenda Bittencourt
    Pacientes com cornavírus sofrem com a falta de leitos de UTI em Santa Catarina
    Pacientes com cornavírus sofrem com a falta de leitos de UTI em Santa Catarina
    (Foto: )

    Com a voz embargada e sem saber direito o que fazer, Laura Argelino da Silva, de 72 anos, conta sobre a semana que parece passar devagar enquanto espera notícias do esposo, José Florêncio da Silva Filho, 86 anos. Ele foi diagnosticado com Covid-19 e precisou ser internado no Hospital de Penha, na Foz do Itajaí-Açu. Agora, aguarda por um leito de UTI.

    — Só quero que ele volte para casa.

    > Receba todas as notícias do Santa no seu WhatsApp. Clique aqui.

    Ela conta que ambos sentiram os primeiros sintomas da Covid-19 há 14 dias. O esposo tem Mal de Parkinson e o vírus comprometeu ainda mais o sistema imunológico. Segundo ela, José teve muita dor no peito e dificuldades para respirar. Ele chegou a ser levado duas vezes à Unidade de Pronto Atendimento (UPA), de Bombinhas, onde mora o casal.

    Dias depois, uma equipe foi até a casa dos dois para fazer os testes RT-PCR. Foi quando diagnosticaram a doença. José precisou ser internado, porém a situação à beira do colapso na região faz com que não haja quartos à disposição para ele. 

    Hoje, a família vive a angústia e espera a liberação de uma vaga no Ruth Cardoso, em Balneário Camboriú. Laura também testou positivo para o coronavírus, mas diferente do marido, não apresentou sintomas severos. Teve cansaço, tontura, febre baixa e a sensação de uma gripe forte. A maior aflição dela não é consigo, e sim com o marido:

    — Ontem [quarta-feira] fiquei sabendo que ele tinha piorado e eles precisariam transferir de hospital. Mas não temos muitas informações, não nos dizem — relata.

    > Unimed faz apelo ao Vale do Itajaí sobre a Covid-19: “Saiam de casa somente em real necessidade”

    A situação vivida por Laura e família é a mesma de outras, pelo menos, 50 pessoas que aguardam por uma Unidade de Terapia Intensiva no Estado, segundo dados exclusivos obtidos pelo colunista do Diário Catarinense, Anderson Silva. 

    Esse número, porém, pode ser ainda maior: “somente são enviados para o controle interno os pacientes com condição de transporte para longas distâncias no caso de transferência” explica a reportagem.

    José é uma dessas pessoas que estão na lista de espera do Estado, que vive um colapso no sistema de saúde, com a falta de leitos nos hospitais.

    — É muito angustiante essa espera. A gente não tem notícia das pessoas. Estou há quatro noites sem dormir — contou Laura.

    Santa Catarina tem apenas uma região em risco grave para a doença. Todas as outras 15 estão no nível gravíssimo, incluindo a Foz do Rio Itajaí, onde ficam Bombinhas e Penha. O mapa que expõe a ocupação de leitos de UTI Covid no Estado mostra essa preocupação com o avanço das internações e o colapso no sistema de saúde. Esse cenário motivou nesta quarta-feira (24) o anúncio de medidas restritivas que miram, principalmente, festas, baladas e eventos com aglomeração durante a madrugada.

    > Mapa da ocupação dos leitos Covid mostra o colapso se espalhando por Santa Catarina

    SC tem 7.114 mortes por coronavírus de acordo com o boletim divulgado nesta quarta-feira (24). Ao todo, são 652.895 confirmados da doença, sendo 30.770 são ativos. 615.011 já se recuperaram da doença.

    Colunistas