nsc
    an

    Ação civil pública

    Sobrecarga de trabalho no Hospital Regional de Joinville motiva ação do Conselho de Enfermagem

    Segundo o Conselho Regional de Enfermagem de Santa Catarina (Coren), a unidade tem um déficit de 71 enfermeiros e 118 técnicos de enfermagem somente para atendimento de pacientes com Covid-19

    09/04/2021 - 05h00 - Atualizada em: 09/04/2021 - 07h15

    Compartilhe

    Patrícia
    Por Patrícia Della Justina
    Hospital Regional Hans Dieter Schmidt
    Hospital Regional Hans Dieter Schmidt
    (Foto: )

    O Conselho Regional de Enfermagem de Santa Catarina moveu uma ação civil pública na qual relata sobrecarga de trabalho no Hospital Regional Hans Dieter Schmidt, em Joinville. A ação pede por mais profissionais na unidade. 

    > Quer receber notícias de Joinville e Norte de SC por WhatsApp? Clique aqui

    Segundo o documento, a ação tem como objetivo acabar com as irregularidades na execução dos serviços de enfermagem no hospital regional, administrado pelo Governo do Estado.

    Na ação, o órgão solicita que seja mantido o mínimo necessário de enfermeiros e técnicos de enfermagem, para que, organizados em escala, garantam 24 horas de assistência aos leitos de UTI Covid na unidade, assim como em outros setores do hospital. 

    > Hospital Regional de Joinville abre dez novos leitos de UTI para Covid-19

    O conselho regional de enfermagem diz, ainda, que, segundo levantamento, o hospital tem um déficit de 71 enfermeiros e 118 técnicos de enfermagem, somente na área de atendimento a pacientes com Covid-19.  

    Além disso, foi constatado a partir de fiscalização que profissionais transitavam entre as áreas covid e não covid em razão da falta de profissionais. O fato leva a maior possibilidade de transmissibilidade da doença.

    > Projeto em Joinville propõe indenização para servidores da saúde vítimas da Covid

    Por esses motivos, o conselho disse que precisou recorrer à Justiça para que o Governo do Estado adeque o número de profisisonais. Com isso, o atendimento de enfermagem seja seguro não somente para os profissionais, mas também para a população catarinense. 

    A Secretaria de Estado da Saúde afirmou, em nota, já ter sido notificada e que irá se manifestar dentro do prazo, que termina nesta sexta-feira.

    > Maternidade de Joinville volta a permitir entrada de acompanhantes durante pós-parto

    Colunistas