nsc
    an

    Pandemia

    Hospital Regional de Joinville abre dez novos leitos de UTI para Covid-19

    Maior cidade do Estado agora conta com 134 leitos para pacientes com coronavírus

    08/04/2021 - 14h10

    Compartilhe

    Hassan
    Por Hassan Farias
    Hospital Regional Hans Dieter Schmidt, em Joinville
    Hospital Regional Hans Dieter Schmidt, em Joinville
    (Foto: )

    O Hospital Regional Hans Dieter Schmidt, de Joinville, abriu mais dez leitos de UTI para Covid-19 na manhã desta quinta-feira (8). Eles já estão sendo usados para tratamento exclusivo de pacientes com suspeita ou confirmação de coronavírus.

    > Quer receber notícias de Joinville e Norte de SC por WhatsApp? Clique aqui

    Com a abertura das dez novas vagas para tratamento intensivo no Regional, Joinville agora conta com 134 leitos ativos em UTI adulta para Covid-19 na rede pública. São 55 leitos no Hospital São José, 41 no Hospital Regional e 38 no Hospital Bethesda, de acordo com os dados do Estado. Além disso, são 82 leitos na rede privada de Joinville.

    - Entendemos que nesse momento é primordial termos mais leitos de UTI, por isso reorganizamos parte do setor de Covid Moderado para que pudessemos criar mais um espaço de cuidados intensivos. Nossa equipe se empenha diariamente para que possamos atender todos os pacientes com qualidade e humanização - afirmou o diretor do hospital Regional, Evandro Godoy.

    Mesmo com a ativação de novos leitos, a cidade ainda permanece com uma lista de pacientes que aguardam por vagas em UTI. Na última atualização do governo do Estado, na manhã de quarta-feira (7) havia 78 pessoas na fila, sendo 32 apenas no Hospital Regional.

    > Projeto em Joinville propõe indenização para servidores da saúde vítimas da Covid

    Acordo para viabilizar expansão

    Além dos dez leitos abertos nesta quinta-feira, o Hospital Regional já havia ativado outros dez leitos com a presença do governador Carlos Moisés no fim de março. Todos os 20 leitos foram instalados e equipados pelo governo do Estado, mas havia dificuldade para a contratação de mão de obra devido à escassez de profissionais, de acordo com o colunista Jefferson Saavedra.

    A expansão da UTI do Regional acabou sendo concluída por meio de um acordo, ainda a ser homologado pela Justiça. Um montante de R$ 2,7 milhões foi destinado para o Hospital Bethesda fazer a contratação de pessoal para atuar no Regional, em intermediação feita pela prefeitura de Joinville.

    Os recursos vão vir de ressarcimento a ser pago por clínicas de anestesia que atuaram sem licitação no Hospital São José entre 2003 e 2013 e foram alvo de ação do Ministério Público.

    > Maternidade de Joinville volta a permitir entrada de acompanhantes durante pós-parto

    Colunistas