nsc
dc

Inovação

Startup de SC ajuda na escrita, orientação e formatação de trabalhos acadêmicos

Plataforma já atendeu mais de 36 mil estudantes e pesquisadores no Estado só em 2020

30/11/2020 - 07h00

Compartilhe

Por Fabrício Vitorino
Sócios da Mettzer, startup de Florianópolis
Sócios da Mettzer, startup de Florianópolis
(Foto: )

A Mettzer, startup de Florianópolis, criou uma plataforma que ajuda na escrita, formatação, orientação e publicação para todos os tipos de trabalhos acadêmicos, de forma 100% online e colaborativa, e que já atendeu mais de 36 mil estudantes e pesquisadores em Santa Catarina só em 2020.

> Santa Catarina detém quase 10% das startups de logística do país, aponta estudo

Uma das principais funcionalidades da Plataforma Mettzer é a formatação automática dos trabalhos acadêmicos nas Normas ABNT, que pode economizar em até 80% no tempo de formatação e permite que os estudantes e professores se concentrem no desenvolvimento do conteúdo.

No editor de textos da Mettzer, partes dos trabalhos como as referências, sumário, listas de ilustrações, notas de rodapé, quadros, tabelas, numeração de capítulos, numeração de páginas, margens e espaçamento, já estão pré-formatados. O trabalho é escrito online no editor da Mettzer e pode ser exportado nos formatos PDF e Microsoft® Word (.docx).

> Empresas de SC são destaque no ranking das melhores de TI para trabalhar no Brasil

A plataforma também oferece ferramentas de orientação (que mantém todo o histórico dos comentários), acompanhamento do cronograma de atividades, versionamento dos trabalhos (100% seguro com backups de arquivos) e também com sistema de atribuição de notas e avaliação dos trabalhos. Os trabalhos estarão na nuvem, com salvamento automático, backup completo de cada alteração com criptografia. Sem risco de cópia ou plágio.

> SC vence o Startup Awards 2020 em duas categorias

> O papel das startups na construção de cidades inteligentes

Black Friday: veja dicas para evitar golpes

E aí, já comprou na Black Friday? Planeja comprar? E você sabem como evitar golpes e fazer compras seguras? Bom, os dados de 2020 são animadores: de acordo com a Ebit/Nielsen, empresa de medição e análise de dados, as vendas neste ano devem crescer 20% em comparação a 2019. A expectativa é de que os brasileiros adquiram mais produtos pelos meios digitais. Desde março, mês em que os efeitos da pandemia da Covid-19 começaram a ser sentidos no comércio, mais de 85% dos brasileiros conectados realizaram compras online.

> Black Friday: dicas e cuidados para aproveitar promoções e evitar problemas

E, pensando nisso, a ESET, empresa de segurança digital, preparou algumas dicas para você minimizar os riscos.

Desconfie de links que chegam pelo WhatsApps: prefira acessar tudo pelo navegador, no e-commerce da loja, em vez de clicar diretamente no link enviado (que pode estar infectado ou direcionar para uma página falsa).

Fique atento à reputação da loja: evite fazer compras em sites desconhecidos ou que apresentam reclamações de consumidores para não cair em fraudes. Acessar sites como Reclame Aqui e Procon são boas opções para saber a reputação das lojas nas quais você está interessado em comprar.

Mantenha seu antivírus atualizado: as principais entradas para criminosos são brechas deixadas por sistemas de antivírus antigos ou desatualizados.

Desconfie de preços muito baixos: as promoções nesse dia tão esperado realmente existem, mas preços muito abaixo do normal são utilizados para chamar atenção dos consumidores e praticar crimes. Utilize comparadores de preços para não correr riscos de ser enganado!

> Como evitar cair em golpes durante a Black Friday

Cocreation Lab Projeto Resgate vai ajudar jovens em situação vulnerável a empreender em Joinville

O Cocreation Lab e o Sebrae SC, em parceria com a Associação Projeto Resgate, estão lançando uma pré-incubadora em Joinville. Batizada de Cocreation Lab Projeto Resgate, a pré-incubadora vai selecionar projetos inovadores voltados preferencialmente para as áreas de educação infantil, cuidado de idosos e consumo e produção responsável de alimentos. As inscrições estão abertas até o dia 29 de novembro e devem ser feitas no site.

> Jovem de Blumenau integra equipe finalista de concurso global da Nasa

Para o presidente da Associação Projeto Resgate, Mário Sant'Ana, a parceria é de extrema importância: “Durante a pandemia ficou ainda mais evidente que as famílias de baixa renda não sabem viver por conta própria. A diarista não tinha casas para limpar, o pedreiro não tinha mais obra para trabalhar. Então esse projeto vai nos permitir dar aos jovens que atendemos e às suas famílias alternativas eficientes de sustento”, afirma.

Colunistas