nsc
dc

Pandemia

Surto de gripe e Covid faz hospital de Florianópolis bater número histórico de pacientes

Baía Sul teve mais de 600 pacientes procurando atendimento em um único dia; outras regiões também têm alta de casos

04/01/2022 - 13h49 - Atualizada em: 04/01/2022 - 14h15

Compartilhe

Jean
Por Jean Laurindo
Hospital de Florianópolis teve maior número de atendimentos em função de casos de Covid e gripe
Hospital de Florianópolis teve maior número de atendimentos em função de casos de Covid e gripe
(Foto: )

O surto de gripe e Covid registrado no país nas últimas semanas fez um hospital de Florianópolis registrar o maior número de pacientes da história. O Baía Sul, estabelecimento particular da Capital, contabilizou 659 pacientes atendidos no setor de pronto-atendimento nessa segunda-feira (3), sendo 507 deles com sintomas respiratórios.

Após colapso, SC fecha 2021 com queda de mortes por Covid e em alerta para a Ômicron

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

O hospital informou em nota que os casos de gripe e Covid-19 foram a absoluta maioria dos diagnósticos dos pacientes. Apenas um quadro suspeito necessitou de internação — o paciente segue em avaliação.

A unidade criou uma “Operação Verão” no pronto-atendimento, prevendo aumento de procura de pacientes neste período. Houve aumento na equipe médica e enfermagem de até quatro vezes para evitar um longo tempo de espera.

O aumento da procura por atendimento e de pacientes com sintomas respiratórios tem sido registrado também em unidades da rede pública de saúde. Um exemplo é a unidade de pronto-atendimento do Norte da Ilha, que nesta época do ano tem grande aumento de população por conta dos turistas.

Em entrevista ao Jornal do Almoço, da NSC TV, o secretário municipal de Saúde de Florianópolis, Carlos Alberto Justo da Silva, comentou que a cidade aumentou o número de pessoas atuando nas UPAs e em centros de testagem, e que também pode ter novas medidas para ampliar o atendimento.

— O mais importante disso é as pessoas evitarem se contaminar, continuarem suando máscaras e tomando os cuidados, para que a gente evite esses novos casos — afirmou.

Aumento de casos também em BC, Joinville e Blumenau

Os casos de gripe e Covid-19 também causaram alta procura por atendimento em Balneário Camboriú. Como mostrou a colunista da NSC, Dagmara Spautz, as síndromes respiratórias tiveram uma “explosão” após o Réveillon.

Em Joinville, um hospital infantil também registrou aumento de procura por atendimentos com sintomas respiratórios. 

O aumento de casos também surte efeitos em Blumenau. A cidade registrou mais de 100 casos de Covid-19 em um único dia pela primeira vez desde agosto. O número de casos ativos no município também está em alta, passando de 300, o que não ocorria desde o início de novembro. A situação exigiu até mesmo mudanças na organização da Sommerfest, evento previsto para janeiro e que teve shows nacionais cancelados.

SC atualmente tem 54 casos confirmados da variante Ômicron do coronavírus, e outros 178 aguardando resultado.

Leia também

Companhias de cruzeiros suspendem operações no Brasil por 18 dias

Vacina contra Covid para crianças será distribuída na segunda quinzena de janeiro

Movimento de turistas e sintomas de gripe lotam pronto-atendimento em Barra Velha

Colunistas