nsc
an

Crime

Suspeito de estuprar crianças em Barra Velha é preso pela terceira vez em dois anos

Vizinhas menores de dez anos de idade eram atraídas para a casa do suspeito com doces e guloseimas

02/02/2021 - 17h25

Compartilhe

Patrícia
Por Patrícia Della Justina
Suspeito é investigado por estupro de crianças menores de dez anos em Barra Velha
Suspeito é investigado por estupro de crianças menores de dez anos em Barra Velha
(Foto: )

Um homem de 56 anos foi preso na tarde desta terça-feira (2) suspeito de estuprar uma menina de oito anos em Barra Velha. Segundo a Polícia Civil, essa não foi a primeira vez em que ele foi detido pelo mesmo crime. 

> Quer receber notícias de Joinville e Norte de SC por WhatsApp? Clique aqui

Segundo as investigações conduzidas pelo delegado Eduardo Ferraz, o suspeito teria abusado sexualmente de uma criança vizinha, de apenas oito anos de idade. Ele utilizava doces e guloseimas para atraí-la até a casa onde mora.

Durante setembro de 2019, o homem foi preso em flagrante delito pelo mesmo crime. Da mesma forma, ele atraiu uma menina de dez anos de idade, também vizinha, para dentro de casa. Segundo a Polícia Civil, o homem tocava nas partes íntimas das crianças no momento em que elas o entregavam algum prato de comida. 

> Homem é atingido por facão na cabeça durante briga com o irmão em Itapoá

O suspeito estava preso preventivamente em dezembro de 2020, mas conseguiu liberdade provisória. Ele teve a prisão decretada pelo Tribunal de Justiça e foi novamente preso nesta terça. A ação foi da Delegacia de Polícia da Comarca de Barra Velha.

> Registros de estupro de crianças e adolescentes em Joinville crescem pelo terceiro ano consecutivo

Como denunciar casos de estupro ou abuso sexual

Durante a pandemia, os canais de denúncia ampliados pela Polícia Civil de Santa Catarina também abrangeram casos de violência contra menores de idade.

Além do Disque 100 - canal aberto para qualquer denúncia de crime em território nacional -, e do Disque 181, que recebe denúncias em Santa Catarina, também está disponível um contato por WhatsApp. Nesse caso, mensagens podem ser enviadas a qualquer horário para o (48) 98844-0011.

Há ainda a opção de registro de boletins de ocorrência pela delegacia virtual, no site da Polícia Civil.

> Jovens e agredidas dentro de casa: o perfil da violência contra a mulher em Santa Catarina

A Polícia Militar também tem recebido denúncias através do 190, número de emergência da corporação. Além disso, a PM atua ainda na prevenção de crimes contra crianças e adolescentes através do Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd), que aborda questões demandadas pela comunidade escolar junto com os alunos, professores e pais.

Colunistas