nsc
dc

Sistema pressionado

Taxa de ocupação de leitos de UTI para adultos chega a 94,4% em SC

No total, dos 1.164 leitos ativos, 1.099 estão ocupados, e restam 65 leitos disponíveis

12/12/2020 - 17h21 - Atualizada em: 12/12/2020 - 20h42

Compartilhe

Por Guilherme Simon
Coronavírus em Florianópolis
Maior concentração de casos ativos da doença está em Florianópolis
(Foto: )

A taxa de ocupação de leitos de UTI do SUS (Sistema Único de Saúde) para adultos em Santa Catarina chegou a 94,4% neste sábado (12). O índice, conforme a Secretaria de Estado de Saúde (SES), é o mais alto desde o início da pandemia de coronavírus. No total, dos 1.164 leitos ativos, 1.099 estão ocupados, e restam 65 leitos disponíveis.

> SC planeja ter vacina contra a Covid-19 em janeiro e reserva R$ 300 milhões para comprar doses

Em algumas regiões, o sistema se aproxima do colapso. É o caso do Grande Oeste, onde a taxa de ocupação para adultos nas UTIs da rede pública está em 99,11%. No Meio Oeste e Serra Catarinense, o índice é de 98,69%. Já no Vale do Itajaí, a taxa de ocupação está em 96,35%.

O índice geral de ocupação de leitos públicos de UTI, que leva em conta, além dos leitos para adultos, os leitos pediátricos e neonatais, chegou neste sábado a 89,8% - também o maior já registrado desde março. Isso significa que, dos 1.456 leitos existentes no Estado, 149 estão vagos e 1.307 estão ocupados, sendo 638 por pacientes com confirmação ou suspeita de Covid-19.

A sobrecarga no sistema de saúde é reflexo do aumento de casos de coronavírus. Foram confirmados mais 5.051 casos da doença, conforme o boletim da SES divulgado neste sábado. No total, Santa Catarina já registrou 426.095 casos confirmados de Covid-19, dos quais 28.778 seguem em acompanhamento.

Já o número de mortes confirmados subiu para 4.334. Foram mais 50 no boletim divulgado neste sábado. A taxa de letalidade atual está em 1,02% em Santa Catarina.

> Secretaria de Saúde investiga 4 casos suspeitos de reinfecção por coronavírus em SC

Casos de infecção pelo novo coronavírus já foram confirmados em todos os 295 municípios de Santa Catarina e 248 têm registro de ao menos um óbito. Estima-se que haja casos ativos em 286, divulgou ainda o governo.

A cidade com a maior quantidade de confirmações de infecção pela doença é Florianópolis, que registra 36.075 casos. Na sequência, aparecem Joinville (36.066), Blumenau (23.405), São José (19.967), Criciúma (15.999), Palhoça (13.434), Balneário Camboriú (13.379), Itajaí (13.250), Chapecó (11.710) e Brusque (11.158).

Colunistas