nsc
dc

Coronavírus

Teste de Covid: saiba preço e tudo sobre tipos, resultados e onde fazer

Classificados em três grupos, PCR, antígeno e imunológico, os exames identificam se a pessoa está com o vírus ou se já teve a doença

17/03/2021 - 13h00 - Atualizada em: 20/05/2021 - 09h18

Compartilhe

Fernanda
Por Fernanda Mueller
Os testes de Covid podem ser classificados em três grupos: PCR, antígeno e imunológico
Os testes de Covid podem ser classificados em três grupos: PCR, antígeno e imunológico
(Foto: )

Desde o início da pandemia, especialistas defendem que a testagem em massa é essencial para controlar o avanço da Covid-19. Seja para identificar as pessoas que estão com o vírus ativos, para então isolar e tratar o paciente, seja para contribuir com estudos sobre a doença. Porém, com tantos testes disponíveis, surgem dúvidas sobre o tipo que deve ser feito em cada momento. 

> Painel do Coronavírus: veja em mapa e dados por cidade como está a situação da pandemia

Com 1.609 mortes em 17 dias em SC, março é o mês com mais óbitos na pandemia

O pesquisador e professor de imunologia da UFSC, Daniel Mansur, explica que existem três grandes grupos de testes: o PCR, o de antígeno e o imunológico. Confira a seguir como cada um deles é feito, onde estão disponíveis e qual a porcentagem de confiança no resultado.

Qual é o melhor teste para Covid? Veja:

PCR

O que é? 

O PCR identifica o material genético do vírus e detecta se a pessoa está com a Covid-19 no momento da coleta. Sendo o RT-PCR o exame mais comum e acessível à população.

Como é feito? 

O material de análise é a secreção respiratória, colhida no nariz e na garganta com o swab, instrumento semelhante a um cotonete. O resultado sai em até 3 dias.  

Quando é indicado? 

Deve ser feito entre o 3º e 7º dia do aparecimento dos sintomas. 

O resultado é seguro? 

O RT-PCR é considerado o teste mais eficaz para detectar o vírus ativo. Caso seja feito na janela de tempo indicada, tem 99,4% de sensibilidade.  

Onde fazer? 

É feito nos hospitais, públicos ou privados, e está disponível nas principais redes de laboratórios privados. Com indicação médica, pode ser feito pelo SUS e tem cobertura dos planos de saúde.  

Qual o preço?

O RT-PCR é o exame mais caro. Nos laboratórios pesquisados, o preço varia, em média, entre R$ 250 a R$350.

> O que diz a ciência sobre a origem e o futuro da Covid-19

Teste de Antígeno 

O que é? 

O teste de antígeno identifica proteína viral no organismo e detecta se a pessoa está com a Covid-19 no momento da coleta. O resultado sai mais rápido do que o RT-PCR mas a precisão é menor.  

Como é feito? 

Assim como no RT-PCR, o material de análise é a secreção respiratória, colhida no nariz e na garganta com o swab. O método utilizado é a imunocromatografia, que consiste na geração de cor a partir de uma reação entre o antígeno e o anticorpo. O resultado sai em até três horas. 

Quando é indicado? 

Deve ser feito entre o 3º e 7º dia do aparecimento dos sintomas. 

Segundo o pesquisador Daniel Mansur, por ter eficácia menor que o RT-PCR, as únicas vantagens do teste de antígeno é que o resultado sai mais rápido e é mais barato. Ele somente é indicado se a pessoa não tiver acesso ao RT-PCR, ou precisar de um resultado urgente.  

O resultado é seguro? 

A eficácia do teste de antígeno depende muito da carga viral, ou seja, quando a pessoa apresenta mais sintomas, pode chegar a 93% de eficácia, caso contrário, o resultado pode ser um falso negativo.  

Onde fazer? 

O teste de antígeno está disponível nas principais redes de laboratórios privados, mas é feito apenas de forma particular. Ele não tem cobertura dos planos de saúde. 

Qual o preço?

Nos laboratórios pesquisados, o preço do teste de antígeno está, em média, entre R$100 a R$200. 

> Acompanhe dados da vacinação em cada município de SC no Monitor da Vacina

Teste imunológico 

O que é? 

O teste imunológico identifica se a pessoa criou anticorpos para o vírus, ou seja, detecta se o paciente já teve a Covid-19. O resultado pode ser IgM (uma infecção mais recente) ou IgG (infecção que já passou ou está em fase final).   

Como é feito? 

A forma mais eficaz de realizar o teste imunológico é por meio da sorologia. O sangue é coletado na veia do paciente e armazenado em tubos para ser analisado em laboratório. O resultado costuma sair em até dois dias. Existe ainda o teste imunológico rápido, quando a amostra é obtida por meio de uma pequena incisão na ponta do dedo e colocada num kit. O resultado é visual, observado por meio de mudança de cor na amostra, e fica pronto na hora. 

Quando é indicado? 

Deve ser feito após o 15º dia do aparecimento dos sintomas. É indicado para pessoas que desejam saber se já foram expostas ao vírus.  

Já o teste imunológico rápido não é indicado por especialistas, devido ao grande número de resultados falsos negativos. 

O resultado é seguro? 

O teste imunológico feito por sorologia é mais preciso do que o teste rápido, por ser coletado o sangue venoso. Caso seja feito na janela de tempo indicada, a sensibilidade é de cerca de 98%. Se for feito logo no início dos sintomas, há um risco maior de dar um resultado falso negativo, já que a produção de anticorpos pode ainda não ser suficiente para ser detectada.  

Onde fazer? 

Os testes imunológicos por sorologia estão disponíveis nas principais redes de laboratórios privados. Podem ser feitos pelo SUS e têm cobertura dos planos de saúde, mediante solicitação médica e quando o RT-PCR deu negativo.  

Os testes imunológicos rápidos estão disponíveis em farmácias. 

Qual o preço?

Nos laboratórios pesquisados, o teste imunológico de sorologia custa, em média, entre $150 a $250.

Por que a mídia fala tanto nas mortes por Covid?

> Saiba como receber notícias do NSC Total no WhatsApp

Colunistas