nsc
dc

Crimes

Tiros na rua e tentativas de homicídio: Lages tem noite violenta na Serra de SC

Quatro pessoas ficaram feridas e nenhum suspeito pelos crimes foi localizado

12/06/2021 - 09h56

Compartilhe

Lucas
Por Lucas Paraizo
Polícia Militar registrou as ocorrências em cerca de 4 horas
Polícia Militar registrou as ocorrências em cerca de 4 horas
(Foto: )

A Polícia Militar registrou uma noite violenta em Lages entre as últimas horas desta sexta (11) e a madrugada de sábado (12). Foram ao menos quatro tentativas de homicídio, pessoas feridas e tiros disparados em ruas da cidade.

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

> Três homens são mortos a tiros em frente a uma quitinete em São José; veja o vídeo

A primeira ocorrência foi por volta das 22h30min na Rua José Maria Ribas Pinto, no bairro Bela Vista. Um homem de 21 anos estava dentro de um carro estacionado na frente de um mercado quando foi surpreendido por outro homem armado, que atirou três vezes no interior do veículo e atingiu a vítima no rosto e no ombro.

O autor dos disparos fugiu e não foi localizado pela PM. A vítima foi levada ao hospital em estado grave, e a polícia suspeita que a motivação do crime envolveria uma mulher com a qual os dois envolvidos tiveram um relacionamento.

Duas horas depois, por volta de 0h50min, duas mulheres foram atingidas por tiros enquanto caminhavam pela Avenida Brasil, no bairro Universitário. As jovens, de 21 e 23 anos, precisaram ser levadas ao hospital com perfurações nas pernas. Segundo a PM, ao menos cinco tiros teriam sido disparados por dois suspeitos que passaram de carro pelo local. A motivação do crime é desconhecida.

Mais tarde, às 2h30min, na BR-02 no interior de Lages, um homem de 22 anos também foi alvo de uma tentativa de assassinato. Ele estava dentro de um carro estacionado na rua quando o suspeito pelo crime se aproximou e atirou para dentro do veículo. Um dos disparos atingiu a vítima nas nádegas, Ele foi socorrido por amigos e levado ao hospital. O autor dos disparos fugiu e não foi localizado.

Leia também

Pais são indiciados por tortura e maus-tratos após morte de bebê sufocado em Siderópolis

Cachorro ataca ladrão e ajuda policial a evitar crime em Porto União

Colunistas