nsc

    MAIS GENTE NA RUA

    Tráfego de veículos no Centro aumenta mesmo com decreto instituindo permanência em casa

    Levantamento feito pela prefeitura de Florianópolis mostra pico entre os dias 23 e 24 de março

    25/03/2020 - 12h09

    Compartilhe

    Felipe
    Por Felipe Reis
    Guarda Municipal em operação de monitoramento do trânsito em Florianópolis
    Guarda Municipal em operação de monitoramento do trânsito em Florianópolis
    (Foto: )

    A contagem diária de veículos que circulam por ruas e avenidas da região central de Florianópolis aponta crescimento de mais de 50% em alguns cruzamentos da cidade entre os dias 23 e 24 deste mês - mesmo durante a vigência dos decretos municipal e estadual que orientam que as pessoas fiquem em casa. A informação acendeu um alerta na Diretoria de Operações de Trânsito de Florianópolis (Diope), que afirmou que estudaria estratégias para reduzir o fluxo de quem não precisa fazer deslocamentos junto com a Guarda Municipal da cidade.

    O relatório apresenta dados coletados entre os dias 16 22 de março (foto). Os dados dos dias 23 e 24 foram encaminhados à reportagem via mensagens de WhatsApp. Na tabela, é possível ver que o fluxo de veículos por cruzamentos como o da Avenida Beira-mar com a Arno Hoeschel cai de 65,5 mil veículos por dia (16) para 15,2 mil (22). Também há redução em outros pontos da cidade.

    Relatório foi elaborado pela Diope
    Relatório foi elaborado pela Diope
    (Foto: )

    Conforme os dados, houve um aumento de 52,4% na quantidade de veículos entre os dias 23 e 24 de março - de 15,1 mil no dia 23 para 23 mil no dia 24. Outra flutuação significativa foi a registrada no cruzamento entre as ruas Almirante Lamego e Arno Hoeschel: de 4,1 mil para 6,7 mil (variação de 51%). O cruzamento que apresentou menor alteração entre a segunda e a terça-feiras foi o da Avenida Mauro Ramos com a rua Victor Konder, que registrou 8 mil veículos na segunda e 10,1 mil na terça (26,1% de aumento).

    Segundo o diretor de operações de trânsito de Florianópolis, Fabrício Justino, "está sendo avaliada com a Guarda Municipal qual é o tipo de veículos que estão circulando, se há realmente a necessidade de elas circularem". Medidas para reduzir o fluxo de veículos, segundo o diretor, não estão descartadas.

    - O decreto diz que as pessoas devem ficar em casa. Existe a possibilidade de a GMF, que fica na cabeceira da ponte todos os dias, reduzir o número de pistas e diminuir o tráfego no local - afirmou.

    Governador de SC reforçou, em rede social, necessidade de as pessoas permanecerem em casa
    Governador de SC reforçou, em rede social, necessidade de as pessoas permanecerem em casa
    (Foto: )

    Questionado sobre o assunto, o comandante da Guarda Ivan Couto disse acreditar que o aumento se deu pelo fato de que segunda-feira foi feriado municipal e na terça, "muitas empresas que se enquadram como serviços essenciais" voltaram a trabalhar.

    - A gente ainda não tem nenhuma operação que vise diminuir isso, mas continuamos monitorando e fiscalizando. Recebemos uma infinidade de denúncias de estabelecimentos que, mesmo com o decreto estabelecido, continuam funcionando e não sendo serviço essencial, nós agimos.

    Ouça a reportagem completa:

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas