nsc
    dc

    Após ataques

    Twitter suspende conta de Donald Trump permanentemente

    Segundo a empresa, decisão aconteceu "devido ao risco de mais incitação à violência"

    08/01/2021 - 21h04

    Compartilhe

    Folhapress
    Por Folhapress
    Presidente Donald Trump teve ainda contas no Facebook e Instagram bloqueadas
    Presidente Donald Trump teve ainda contas no Facebook e Instagram bloqueadas
    (Foto: )

    O Twitter suspendeu, na noite desta sexta-feira (8), permanentemente a conta do presidente Donald Trump. Quem acessar sua página, não encontrará suas publicações ou fotos. 

    — Após uma análise detalhada dos tweets recentes da conta [de Donald Trump] e do contexto em torno deles, suspendemos permanentemente a conta devido ao risco de mais incitação à violência —, disse a empresa. 

    A Twitter Safety, que cuida da segurança da plataforma, disse a estrutura da rede social existe para permitir que o público ouça diretamente os líderes mundiais, no entanto, "há anos deixamos claro que essas contas não estão acima de nossas regras e não podem usar o Twitter para incitar a violência".

    Centenas de funcionários do Twitter exigiram em uma carta escrita que os líderes da empresa suspendessem permanentemente a conta de Donald Trump, segundo o The Washington Post, que teve acesso ao conteúdo.

    Conta de Donald Trump é suspensa do Twitter
    Conta de Donald Trump é suspensa do Twitter
    (Foto: )

    Na carta, dirigida ao presidente-executivo Jack Dorsey e seus principais executivos, cerca de 350 funcionários do Twitter também solicitaram uma investigação sobre os últimos anos de ações corporativas que levaram ao papel do Twitter invasão do Capitólio na quarta (6) durante a sessão conjunta entre deputados e senadores para a certificação da vitória de Biden.

    O presidente republicano já havia sido bloqueado no Facebook e no Instagram pelo menos até a cerimônia de posse do democrata Joe Biden, programada para 20 de janeiro.

    "Acreditamos que os riscos de permitir que o presidente continue a usar nossos serviços durante este período são grandes demais", disse Zuckerberg em um comunicado publicado no próprio Facebook.

    > Associação de empresários dos EUA defende remoção de Trump com uso de emenda constitucional

    A plataforma de streaming de games Twitch, adquirida pela Amazon em 2014, também anunciou o banimento da conta do republicano ao menos até o fim de seu mandato.

    Alegando risco de violência, o Facebook já havia removido na quarta um vídeo do republicano no qual ele pedia aos manifestantes que fossem para casa, mas reafirmava falsamente que o pleito foi fraudado.

    O mesmo conteúdo também recebeu alertas antes de ser removido pelo Twitter, que excluiu ainda uma publicação em que Trump dizia que o vice-presidente Mike Pence "não teve a coragem de fazer o que deveria ter sido feito" para proteger os EUA e sua Constituição.

    Leia também:

    Parlamentares de SC comentam tentativa de golpe nos EUA: De "fraude eleitoral" ao risco à democracia

    "Se Brasil tiver voto eletrônico em 2022, vai ser a mesma coisa dos EUA", diz Bolsonaro

    Após ataque ao Congresso dos EUA, Gusttavo Lima brinca: 'Invadiram minha casa'

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Política

    Colunistas