nsc
hora_de_sc

Influenza

Vacinação contra gripe em Florianópolis: Capital vacinou 41% do público-alvo; saiba onde se vacinar

Percentual é maior que a média nacional, que imunizou 30% da população estimada; Campanha termina dia 9 de julho

11/06/2021 - 07h17 - Atualizada em: 11/06/2021 - 08h56

Compartilhe

Maria Eduarda
Por Maria Eduarda Dalponte
Campanha da vacinação contra a gripe está na terceira e última fase
Campanha da vacinação contra a gripe está na terceira e última fase
(Foto: )

Em Florianópolis, 74 mil pessoas foram vacinadas contra a Influenza em 2021, de um total estimado de 179 mil moradores pertencentes ao público-alvo. A Campanha Nacional de Vacinação entrou nesta semana na última fase de imunização e termina no dia 9 de julho.

> Receba notícias de Florianópolis e região no seu WhatsApp

Esse quantitativo é relevante se comparado ao percentual de vacinação nacional. Enquanto a Capital aplicou doses em 41% do público-alvo, a média brasileira é de 30% da população estimada vacinada.

No sistema do governo, porém, Florianópolis aparece como se tivesse vacinado apenas 117 pessoas. Em nota, a prefeitura informou que "este quantitativo indicado no site federal é um erro no sistema do Ministério da Saúde e a causa deste erro de transmissão de dados já está sendo investigada pela administração municipal".

A baixa procura na vacinação contra a gripe pode se dar devido à campanha contra a Covid-19. A recomendação é que seja priorizada a imunização contra o coronavírus e que o intervalo entre os dois imunizantes seja de, no mínimo, 14 dias.

A médica epidemiologista e gerente da Vigilância Epidemiológica de Florianópolis, Ana Cristina Vidor, comenta que alguns públicos são altamente vulneráveis contra a Influenza e precisam se vacinar da forma mais rápida possível.

— Em outros grupos, entendemos que a preocupação com o intervalo em relação à vacina contra Covid-19 possa estar atrasando a procura pela vacina contra a influenza, pois ou as pessoas foram vacinadas recentemente ou esperam ser vacinadas nos próximos dias. Entretanto, crianças, gestantes, puérperas e idosos já deveriam estar com cobertura mais alta e mais protegidos. Este público é altamente vulnerável à infecção pelo vírus Influenza e a procura pela vacina imediatamente é muito importante para que estejam protegidos o mais rapidamente possível.

Veja cronograma de vacinação contra a gripe em Florianópolis

Os grupos elencados pelo governo federal para a última fase da campanha já estão sendo vacinados na Capital. A vacinação é feita em todos os Centros de Saúde de Florianópolis, por agendamento pelo WhatsApp da equipe de saúde mais próxima. Os contatos para agendamento estão no site da prefeitura. 

> Vacinação contra gripe: pessoas com comorbidades e bombeiros estão nos novos grupos prioritários

Públicos vacinados e documentos necessários

- Pessoas com comorbidades: atestado médico de acordo com o modelo do site;

- Pessoas com deficiência permanente: atestado médico de acordo com o modelo do site;

- Trabalhadores do transporte coletivo: carteira de habilitação tipo D e contracheque de um dos últimos 3 meses (Maio, Abril ou Março). Para cobrador e fiscal é necessário apenas contracheque de um dos últimos 3 meses;

- Forças de segurança e salvamento: carteira funcional, contracheque ou documento comprobatório (ofício) assinado pela chefia da corporação informando que o profissional tem vínculo efetivo e ativo com a instituição (modelo no Covidometro);

- Forças Armadas: carteira funcional, contracheque ou documento comprobatório (ofício) assinado pela chefia da corporação, informando que o profissional tem vínculo efetivo e ativo com a instituição (modelo no Covidometro);

- Caminhoneiros: carteira de Habilitação tipo C ou E, mais contracheque ou carteira de trabalho comprovando exercício da função. 

> SC confirma quatro casos de reinfecção pela Covid-19

Em Florianópolis, como não há portos, os trabalhadores portuários não serão vacinados. Os adolescentes em medidas socioeducativas já estão recebendo a dose na Capital e os funcionários do sistema de privação de liberdade e a população privada de liberdade serão vacinados quando completarem o período mínimo entre a vacinação da Covid-19 e da gripe.

Os públicos elencados anteriormente também podem se vacinar, sendo eles: pessoas acima dos 60 anos, professores, crianças de seis meses a menores de seis anos de idade; gestantes e puérperas; povos indígenas e trabalhadores da saúde. A campanha de 2021 termina em 9 de julho.

Leia também

Facebook tira do ar sátira do Judiciário feita por autora de SC

Mar "come" parte da praia da Pinheira, em Palhoça; veja fotos

'Mistério' de William Bonner no JN é revelado; veja a novidade

Colunistas