Um crime dentro de um bar que terminou com uma pessoa morta em Apiúna teve desfecho na Justiça após cerca de dois anos. Darcon da Silva e Joel Maciel França, responsáveis pelo assassinato de Arvelino Pereira, foram condenados à 12 e 18 anos de prisão, respectivamente. Eles atiraram contra a vítima depois que souberam que ela teria comprado as últimas cervejas geladas do estabelecimento em que estavam.

Continua depois da publicidade

Arvelino chegou a ficar internado por 30 dias, mas morreu no hospital.

Receba notícias de Blumenau e região por WhatsApp

O assassinato aconteceu em janeiro de 2021, quando os dois criminosos chegaram ao bar na Estrada Geral do Ribeirão Carvalho, em Apiúna. À época, eles planejavam comprar bebida alcoólica, mas não encontraram cerveja gelada porque elas já tinham sido vendidas para Arvelino.

A dupla foi embora, porém, disse em tom ameaçador que retornaria ao estabelecimento. Após cerca de cinco minutos, os dois voltaram armados com espingardas e atiraram contra ele, que havia comprado as bebidas no bar junto com outros amigos. A vítima chegou a ficar internado por 30 dias, mas morreu no hospital.

Continua depois da publicidade

Leia mais: Autor de ataque que matou 4 crianças em creche de Blumenau será ouvido nesta sexta-feira

Darcon e Joel foram condenados por homicídio com as qualificadoras de motivo fútil e recurso que impossibilitou a defesa da vítima. O júri, em Ascurra, durou quase 18 horas.

No caso de Joel, a pena foi maior por ele já ter condenações criminais transitadas em julgado, ou seja, sem possibilidade de recurso. Os dois, segundo o Ministério Público de Santa Catarina, devem cumprir a pena em regime fechado.

*Sob supervisão de Lucas Koehler

Leia também:

Enchente em Blumenau e Rio do Sul deve ser prolongada e Defesa Civil prevê 3º pico

Ida ao bar deixa motorista no prejuízo ao encontrar carro “concretado” em Itapema

Destaques do NSC Total