nsc
santa

Pandemia

Vídeo flagra ônibus lotado em Blumenau e passageira relata sensação de “desconforto” e “medo”

Imagens foram feitas na noite desta segunda-feira (1º) na linha que faz o trajeto entre o Garcia e o Aterro

02/03/2021 - 10h51

Compartilhe

Augusto
Por Augusto Ittner
Linha 10, Garcia-Aterro, lotada na Rua 7 de Setembro sentido Terminal da Fonte.
Linha 10, Garcia-Aterro, lotada na Rua 7 de Setembro sentido Terminal da Fonte.
(Foto: )

Um vídeo feito na noite desta segunda-feira, às 22h35min, flagrou um ônibus do transporte coletivo de Blumenau lotado. As imagens mostram um veículo que faz a Linha 10 passando pela Rua 7 de Setembro sentido Terminal da Fonte. Conforme a autora, que prefere não se identificar, a situação tem sido corriqueira desde a última semana. Ela relata “desconforto” e “medo” por conta do risco de contaminação da Covid-19.

> Receba notícias de Blumenau e do Vale por WhatsApp. Clique aqui e entre no grupo do Santa

Na gravação, todas as pessoas que aparecem estão utilizando corretamente a máscara, porém sem condições de respeitar o distanciamento mínimo exigido pelas autoridades de saúde, de 1,5 metro. Há tantos passageiros dentro do veículo, que alguns têm de ficar antes mesmo da catraca — incluindo a própria autora do vídeo.

> Menina de 13 dias de Indaial é um dos quatro bebês vítimas da Covid-19 em SC no mês de fevereiro

A imagem mostra, ainda, que uma das ocupantes precisa usar a própria catraca para se segurar.

— O ônibus vem cheio desde o Aterro e vai lotando ainda mais até chegar na Fonte. É desconfortável e eu me sinto em perigo, porque meus pais são do grupo de risco. Até por isso evitei ao máximo [pegar ônibus], mas agora não tenho mais como, porque preciso trabalhar. Me sinto desamparada — relata a passageira, moradora do Progresso, à reportagem do Santa.

Em nota, a Secretaria de Trânsito e Transportes (Seterb) disse que as denúncias de lotação nos ônibus vêm sendo comuns nos últimos dias, e que cobra a empresa responsável pelo serviço, a Blumob, para que seja cumprida a regra que impõe a capacidade máxima de 50% da capacidade do veículo. 

A Blumob, por sua vez, reforça que orienta diariamente os motoristas e cobradores sobre os limites de cada ônibus e que os profissionais têm autonomia para recusar a entrada de novos passageiros. A empresa relata, ainda, que há os chamados "flutuantes" nos terminais, veículos que podem ser acionados dependendo da demanda.

> Blumenau manifesta interesse em comprar vacina russa contra a Covid-19

> Cidades vizinhas decretam medidas mais rigorosas contra o coronavírus do que Blumenau

Desde a última semana, vale lembrar, a ocupação máxima dos ônibus foi diminuída em todo o Estado. Em um primeiro momento, os veículos municipais e intermunicipais urbanos chegaram a ter a capacidade reduzida para 50% dos passageiros sentados. Um dia depois, o governo de SC recuou e permitiu 50% da capacidade total — que leva em conta os ocupantes que ficam em pé. 

O que diz a Seterb

“A Seterb tem recebido denúncias sobre lotação no transporte coletivo nos últimos dias, o que estaria em descumprimento ao decreto estadual. Informamos que estamos encaminhando essas denúncias para a empresa concessionária do transporte coletivo na cidade. A Seterb reitera que tem cobrado ação efetiva da empresa para o cumprimento da capacidade de 50% nos ônibus. Por sua vez, a Blumob relatou que tem reforçado a cobrança junto aos fiscais, cobradores e motoristas, que são os responsáveis por esta fiscalização durante o trajeto. A cobrança tem sido feitab nas escalas de trabalho dos funcionários e durante toda a operação”.

Aglomeração em terminal de Joinville

Em Joinville, maior cidade do Estado, cenas de um terminal de ônibus completamente lotado surpreenderam na noite desta segunda-feira (1º). Um vídeo que circula nas redes sociais mostra as plataformas com centenas de pessoas aglomeradas à espera do transporte coletivo. Clique aqui e confira a reportagem do jornal A Notícia.

Colunistas