nsc
santa

Saúde pública

Vídeo mostra pacientes deitados à espera de atendimento na porta de hospital em Timbó

Unidade explica que demanda está extremamente alta, principalmente porque postos de saúde estão fechados

12/01/2022 - 09h56

Compartilhe

Talita
Por Talita Catie
Gravação é da tarde desta terça-feira (11), acredita a assessoria de imprensa do hospital
Gravação é da tarde desta terça-feira (11), acredita a assessoria de imprensa do hospital
(Foto: )

Um vídeo ganhou repercussão ao mostrar pacientes deitados em frente à porta do Hospital Oase, em Timbó, enquanto aguardavam por atendimento. A assessoria de imprensa da unidade acredita que as imagens são da tarde desta terça-feira (11). 

A cena reflete a alta demanda de pacientes enquanto os postos de saúde da cidade e de municípios vizinhos estão fechados em virtude do recesso e também o fato de o hospital ser referência na região.

> Acesse para receber as notícias do Santa por WhatsApp

Na gravação é possível observar pessoas deitadas na calçada, embaixo de uma tenda, e tentando manter o distanciamento. Segundo a unidade, no local onde foi feita a filmagem ocorre a triagem dos pacientes, independentemente da queixa ou serviço que buscam. 

O trabalho é feito por um profissional e dali ocorrem os encaminhamentos, seja para o pronto-socorro geral ou para o pronto-socorro respiratório, que atende casos suspeitos de Covid-19.

A assessoria de imprensa do Hospital Oase diz que não é possível afirmar qual tem sido o tempo médio de espera dos pacientes que buscam atendimento no local. Isso porque “a prioridade são os casos de urgência”. Na prática, quem tem quadros mais leves, aguarda mais.

A alta demanda costuma ser recorrente no período de recesso dos postos de saúde de Timbó, diz a comunicação da unidade. Porém, com a pandemia, o quadro se agravou ainda mais.

Somente nesta terça-feira (11), até as 17h, 285 pacientes tinham passado pelo hospital. No dia anterior inteiro o número chegou 361, como mostra a nota abaixo. 

Nota emitida após vídeo de pacientes aguardando deitados na porta da unidade
Nota emitida após vídeo de pacientes aguardando deitados na porta da unidade
(Foto: )

Na semana passada, o hospital já havia emitido um comunicado que tratava sobre a crescente procura por atendimento. No documento, a unidade pede que “se possível, se dirijam ao local apenas os pacientes em caso de urgência, de preferência sem acompanhantes”.

Todos os postos de saúde de Timbó voltam a abrir as portas no 17 de janeiro, quando então os pacientes podem se dirigir aos ESFs em vez do hospital. Como medida paliativa, para tentar ajudar a desafogar o Oase, a prefeitura vai abrir nesta quinta, sexta e sábado o posto de saúde do bairro Nações. 

O prefeito da cidade, Jorge Krüger, diz que acompanha a situação e na semana passada já havia conversado com a diração do hospital. Na data, cedeu dois médicos para atuação no pronto-socorro respiratório. Ele diz que havia receio do aumento de casos, mas não na proporção registrada. 

O alta demanda por serviços de saúde não é uma realidade apenas de Timbó. Na última semana, o Santa relatou a alta procura por unidades de Blumenau de pessoas com síndromes respiratórias. Nesta terça-feira (11), por exemplo, a cidade registrou o maior número de testes positivos para Covid em um só dia desde o início da pandemia.

> Blumenau registra 732 casos de Covid-19 em 24 horas, maior número desde início da pandemia

Em SC, o número de casos ativos é o maior desde março do ano passado, com mais de 25 mil pacientes em tratamento. Essa explosão de novos diagnósticos reflete na busca da população às unidades de saúde.

Vídeo mostra pacientes deitados na calçada em Timbó

Leia também

> Menina de 12 anos esconde drogas na boca para proteger namorado da PM

> Funcionário furta quase R$ 50 mil em mercadorias do patrão no Vale do Itajaí

> Homem destrói carro a machadadas ao ser abordado em Blumenau; vídeo

> Policial quebra vidro de carro para resgatar cadela que agonizava em BC; vídeo

Colunistas