nsc

Após 67 dias de greve

Volta às aulas na rede municipal em Florianópolis ocorre nesta segunda-feira

Escolas retornam em formato híbrido; profissionais da Educação devem ser vacinados até quarta-feira (2)

31/05/2021 - 06h46 - Atualizada em: 31/05/2021 - 07h02

Compartilhe

Leandro
Por Leandro Lessa
Sala de aula escola Florianópolis
Aulas na rede municipal em Florianópolis voltam após 67 dias de greve
(Foto: )

Nesta segunda-feira (31), as atividades na rede municipal em Florianópolis voltam após 67 dias de greve dos servidores. As atividades serão retomadas ainda em modelo híbrido de ensino, que mescla os formatos presencial e remoto. A decisão saiu após uma assembleia realizada pelos funcionários da categoria, que aceitaram proposta da prefeitura da capital catarinense, em audiência no Tribunal de Justiça (TJSC). 

> Receba notícias de Florianópolis e região no seu WhatsApp

A paralisação dos trabalhadores começou no dia 24 de março. O setor pedia segurança sanitária para o retorno das aulas presenciais durante a pandemia, com pontos como vacinação e material de proteção. Na reunião da última quinta-feira, que também contou com a participação do Ministério Público (MPSC), o município se comprometeu a vacinar todos os funcionários da educação até a próxima quarta-feira (2). 

Já os servidores municipais de Florianópolis, em assembleia realizada na sexta-feira, confirmaram a volta às atividades nesta segunda. Entre os itens acordados na proposta aceita durante a audiência de conciliação, a categoria não deverá ter os salários descontados pelo período de greve, mas vai apresentar um cronograma para comprovar que os dias de paralisação serão repostos. 

> Decreto com restrições para junho em SC será definido nesta segunda-feira

O prefeito Gean Loureiro, em sua conta oficial no Twitter, chamou uma parte dos trabalhdores da educação em Florianópolis, tanto da rede pública ou privada, para receberem a primeira dose da imunização contra o coronavírus. 

A vacinação para os profissionais da educação até o 9º ano, além dos que trabalham na educação especial, segue nesta segunda-feira em Florianópoiis, em quatro pontos fixos, de 9h às 16h

- Beira-Mar Continental

- Centro de Eventos da UFSC

- Centro de Eventos Luiz Henrique da Silveira

- Floripa Shopping

De acordo com informações da prefeitura, os trabalhadores da educação de Florianópolis devem levar contracheque (com descrição de atuação no ensino infantil/fundamental) ou documento com foto e declaração preenchida por responsável da instituição de ensino. O modelo está disponível no site www.covidometrofloripa.com.br

Colunistas