nsc
dc

Coronavírus

Decreto com restrições para junho em SC será definido nesta segunda-feira

Expectativa é de que o documento prorrogue por mais 15 dias as medidas que já estão em vigor

31/05/2021 - 04h00

Compartilhe

Fernanda
Por Fernanda Mueller
Decreto anterior aumentou o tempo de funcionamento de serviços e estabelecimentos no Estado
Decreto anterior aumentou o tempo de funcionamento de serviços e estabelecimentos no Estado
(Foto: )

Santa Catarina terá um novo decreto com medidas de combate a Covid-19 nesta segunda-feira (31). A expectativa é que o documento publicado pelo Governo do Estado prorrogue por mais 15 dias as liberações e proibições que já estão em vigor, com foco na fiscalização.

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

> Mapa Covid de SC hoje: veja em mapa e dados por cidade como está a situação da pandemia

Conforme havia adiantado o colunista Raphael Faraco na sexta-feira (28), se houver mudanças no novo decreto, elas devem ser mínimas, mais pontuais. Como a validade dos documentos anteriores foi de 15 dias, a tendência é que o novo também seja válido pelo mesmo período.

O decreto anterior aumentou o tempo de funcionamento de serviços e estabelecimentos no Estado. Desde 17 de maio, restaurantes, bares, lanchonetes e afins podem funcionar das 5h às 23h. A permanência em parques a praias também está permitida, sem aglomerações.

Além disso, eventos sociais e corporativos, casas noturnas, boates, casas de shows, pubs e afins estão liberadas em todas regiões, mas o limite de ocupação depende da classificação no mapa de risco.

O mapa de risco divulgado no sábado (29) mostrou que 15 das 16 regiões estão em nível gravíssimo (vermelho) para transmissão da Covid-19. A única exceção é a Grande Florianópolis, que permanece em patamar grave (laranja).

Alguns setores da economia estão com expectativa de que novas liberações sejam aplicadas. No entanto, como as próprias autoridades de Estado têm alertado sobre a chegada de uma possível terceira onda de covid a SC com os dias mais frios e o aumento do número de casos em todas as regiões, o decreto não deve conter flexibilizações. 

A estratégia já anunciada pelo governo de Santa Catarina é seguir a tendência atual de conscientização das pessoas e reforço na fiscalização, evitando mais impactos para as atividades econômicas.

Leia também

Monitoramento da variante indiana: catarinense é acompanhado pela Saúde

Quando vou me vacinar: site mostra calendário de vacinação em SC

Prefeituras de SC têm previsão para início de vacinação contra Covid-19 por faixas etárias; entenda

Colunistas