nsc
hora_de_sc

Polêmica

Xuxa processa Sikêra Jr. por ser chamada de pedófila

Apresentadora pede R$ 500 mil de indenização, cancelamento do registro profissional e demissão do apresentador da Rede TV!

16/11/2020 - 14h45

Compartilhe

Por Janaína Laurindo
Ação foi protocolada na Vara Cível do Foro Regional de Santo Amaro, em São Paulo
Ação foi protocolada na Vara Cível do Foro Regional de Santo Amaro, em São Paulo
(Foto: )

A apresentadora Xuxa acionou seus advogados para pedir na Justiça a cassação do título de jornalista de Sikêra Jr., apresentador do Alerta Nacional, bem como sua demissão da RedeTV!, e uma indenização de R$ 500 mil. A ação, que segundo o site Notícias da TV foi protocolada na Vara Cível do Foro Regional de Santo Amaro, em São Paulo, em 27 de outubro, reportasse aos ataques feitos por Sikêra contra a eterna Rainha dos Baixinhos.

No dia 23 de outubro, durante a apresentação do Alerta Nacional, o jornalista fez ataques verbais contra Xuxa, chamando a apresentadora de pedófila e acusando-a de apologia ao uso de drogas.

O ataque foi motivado após o lançamento do livro Maya, o Bebê Arco-Íris, lançado por Xuxa nas plataformas digitais. "A que se diz rainha. A que vai lançar um livro LGBT para crianças. Cuidado com teu filho, cuidado com tua filha", disse o apresentador citando o fato de a história faalr de uma menininha que tem duas mães. "A mesma que fez um filme nua com uma criança de 12 anos. Ex-rainha, eu quero dizer para você que pedofilia é crime e não prescreve", continuou.

Ele também falou sobre a ocasião em que a apresentadora falou que a filha Sasha fuma maconha e que já ofereceu para ela.

> Internautas viralizam 'previsão' de Simpsons sobre resultado das eleições nos EUA

Parte da ação move por Xuxa foi divulgada pelo site Notícias da TV e alega que "o conteúdo exibido e prolatado pelo requerido é calunioso e está causando danos à imagem da autora [Xuxa], com repercussão negativa nas redes sociais, inclusive prejudicando seus negócios, que são relacionados à sua imagem, atingindo sua honra e dignidade".

Os advogados da apresentadora usaram o caso em que Sikêra ironiza o crime de zoofilia durante a exibição de uma matéria para solicitar a demissão e cassação do seu registro de jornalismo. Xuxa postou em suas redes socias vários vídeos, com a participação de artistas como Angélica, Dani Calabresa, padre Fábio de Mello e outros, repercutindo a atitude de Sikêra.

> Uma década de audiovisual e a participação feminina no setor em Santa Catarina

Leia também:

> "Acho que o Ira! tem essa vertente, sabe falar de política sem ser panfletário e de amor sem ser meloso", diz Nasi sobre novo trabalho da banda

> Em entrevista, músico catarinense Carlos Trilha fala sobre a carreira e o desejo de retornar para Florianópolis

> “Ao Redor do Precipício”: Frejat fala sobre seu álbum de inéditas que acaba de ganhar um webdocumentário

Colunistas